Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Polícia

Bando planejava libertar mandante de assassinato do agente da Case

A intenção dos criminosos era interceptar as viaturas da Susepe que trariam o preso de Charqueadas para audiência no Fórum de São Leopoldo
09/02/2018 17:08 09/02/2018 17:09

Renata Strapazzon/GES-Especial
Quatro pistolas calibre 9 milímetros e um fuzil 556, todos importados, foram alguns dos materiais apreendidos no esconderijo do bando
Uma denúncia anônima levou ao conhecimento da polícia um plano, organizado por uma facção criminosa, para libertar o suspeito de ser um dos mandantes da morte do agente do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Novo Hamburgo Hadylson Padilha, 51 anos, ocorrida no último dia 27 de janeiro.

A intenção dos criminosos, segundo a denúncia, era interceptar as viaturas da Susepe que trariam o preso, que cumpre pena na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc), para audiência no Fórum de São Leopoldo, em data que ainda não havia sido definida.

No endereço indicado pelo denunciante como suposto esconderijo da quadrilha, uma casa na Rua João Santana, no bairro Campestre, policiais da 2ª Delegacia de Polícia de São Leopoldo cumpriram mandados judiciais na noite da úlima quinta-feira (8). No imóvel foram encontradas quatro pistolas calibre 9 milímetros e um fuzil 556, todos importados, além de mais de 70 quilos de drogas, coletes a prova de balas, miguelitos e dois carros com as placas clonadas. Quatro homens foram presos e um adolescente de 15 anos apreendido no local.

“Representamos pelos mandados de busca e pedimos para que eles fossem cumpridos à noite, o que foi prontamente atendido pelo Judiciário. Com base no que apreendemos no local, tudo nos leva a crer que fosse verdade o suposto plano informado na denúncia”, comenta o delegado Rodrigo Zucco. Conforme ele, três dos adultos presos são moradores de Caxias do Sul, sendo que um deles estava foragido, acusado por homicídio. Já o adolescente, segundo o delegado, era morador de São Leopoldo e filho de um detento, que cumpre pena por roubo a bancos na Serra. “Era uma quadrilha bem organizada, de posse de armas de uso restrito. Aos poucos, por meio do trabalho integrado entre as forças policiais e de inteligência, está se tentando diminuir o poder bélico e tirar o poder aquisitivo dessas facções”, pontua o delegado.


Réu já cumpre pena de mais de 50 anos 

O homem que supostamente seria resgatado a caminho do Fórum de São Leopoldo tem 36 anos e mais de 50 de condenações por homicídios, tráfico de drogas, roubos e porte ilegal de arma de fogo. Ele é investigado como suspeito de ser um dos mandantes da morte do agente do Centro de Atendimento Socioeducativo (CASE) de Novo Hamburgo Hadylson Padilha, 51 anos. A outra suspeita de envolvimento na ordem de executar Padilha é a mulher do detento, de 37 anos. Ela foi presa na semana passada, em Torres. A polícia acredita que o casal teria ordenado o ataque, com uso de uma submetralhadora, porque não estaria gostando do tratamento dado a menores da quadrilha, que seria ligada à facção Os Manos.



Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS