Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Meio Ambiente

Tartaruga é encontrada na orla em Tramandaí

O animal, que estava ferido, acabou não resistindo
13/02/2018 17:13 13/02/2018 21:56

Joanita Teixeira/Especial
Tramandaí: tartaruga localizada na orla não resistiu aos ferimentos e morreu
Veranistas e moradores de Tramandaí se depararam com uma cena diferente na beira da praia na última segunda-feira (12). Uma tartaruga foi encontrada próximo da plataforma, na orla, já agonizante. Segundo os veranistas, ela estava presa em uma rede de pesca e foi retirada do local pela comunidade. O animal, que estava ferido, acabou não resistindo.

De acordo com o biólogo Jackson Müller, a tartaruga é da espécie Caretta caretta, também chamada de Tartaruga Cabeçuda. É comum a presença desta espécie na orla do litoral gaúcho. Nesta época do ano elas sofrem com a pesca de arrasto e predatória, que é ilegal. Ainda segundo Müller, no final do ano passado foram identificadas 14 tartarugas mortas entre Mostardas e Tavares e outras 13 em Capão da Canoa.

Segundo o Batalhão Ambiental da Brigada Militar no litoral, esta situação é bem pertinente. Contudo, na tentativa de ajudar, muitas pessoas podem acabar prejudicando o animal. A orientação aos banhistas que se deparem com animais marinhos na orla é de não se aproximar, não tentar tirar fotos ou molhar. "No caso do animal estar em condições de retornar a água, a operação é feita pelo próprio Batalhão. Caso o animal já tenha morrido, é a prefeitura quem faz a remoção e limpeza do local", explica o Sargento Paulo Rogério.

Para mais informações e orientações, a comunidade pode entrar em contato com o Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar), pelo telefone (51) 3627-1309.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS