VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Blog do Ávila

Definido comando interino da Guarda

Indicada pelo prefeito Luis Lauermann, Loreni Pereira reassume o cargo que ocupa desde 1.º de junho. Paulo Cesar, do PDT, será o corregedor. .

Foram anunciados os nomes de quem comandará a Guarda Municipal. Porém, de maneira apenas interina, até a definição dos titulares de fato, segundo informou o secretário Roberto Jungthon. A diretora da Guarda em caráter temporário é Loreni Pereira. Ela ocupou este mesmo cargo na gestão de Luis Lauermann. O corregedor, também interino, é Paulo Cesar, que é membro da executiva do PDT.
O secretário destaca que estes nomes são interinos e não ficarão nas funções. Ele disse que os titulares serão anunciados em breve.
A prefeita Fatima Daudt também garantiu que estes nomes não permanecerão nos cargos e que são apenas interinos.
Como Loreni trabalhou na gestão Lauermann e Paulo Cesar é filiado ao PDT, o assunto gera polêmica. Por isso, o cuidado do governo em ressaltar a interinidade dos dois. 
Claudete Souza, também ligada ao governo Lauermann e que havia sido cotada para o cargo de diretora, disse na segunda-feira a aliados que houve mudança de planos.
Ela e Felipe Nunes, ex-secretário, ocupam funções de assessores, também interinos.
Fica agora a expectativa pelo anúncio dos titulares.
 

Fatima veta emenda de vereadores à Reforma Administrativa

Os projetos sem as emendas foram sancionados e devem ser publicados neste sábado.

Fatima DaudtA prefeita de Novo Hamburgo, Fatima Daudt, vetou as emendas apresentadas pelos vereadores à Reforma Administrativa apresentada na Câmara de Vereadores. A redação final apresentada na Câmara foi sancionada, porém, sem as propostas apresentadas pelos vereadores e aprovadas em plenário. 
As emendas, que deverão voltar ao Legislativo com o veto são as que previam a criação das secretarias de Habitação e Agricultura (que serão incorporadas por outras), bem como a que determinava qualquer alteração no orçamento subordinada à prévia aprovação legislativa. Já no projeto que prevê o plano de cargos e funções dos servidores a emenda vetada também inviabilizava qualquer agilização na adequação do orçamento.
De acordo com o assessor jurídico especial, Ruy Noronha, as emendas foram consideradas inconstitucionais, uma vez que a legislação prevê autonomia de até 5% para alterações orçamentárias, não necessitando assim de autorização prévia da Câmara de Vereadores. “Além disso, as emendas que previam a criação das secretarias representariam aumento da despesa prevista e apresentam vício de origem, já que essa criação deve ser competência e iniciativa da prefeita”, explica.
Os projetos devem ser publicados neste sábado, quando passa a vigorar a nova estrutura administrativa, bem como o novo plano de cargos e funções.

Hospital Municipal recebe R$ 1,1 milhão para investir em bloco cirúrgico

Recursos são de duas emendas parlamentares, dos deputados federais Elvino Bohn-Gass (PT) e José Fogaça (PMDB).

Leandro Minozzo, presidente da Fundação de Saúde Pública de Novo HamburgoSabe quanto a Fundação de Saúde Pública terá para investir na compra de aparelhos para o bloco cirúrgico do Hospital Municipal de Novo Hamburgo? Exatos R$ 1,1 milhão. Esta semana, os recursos de duas emendas parlamentares foram depositadas no Banco do Brasil. Uma do deputado federal Elvino Bohn-Gass (PT) e outra de José Fogaça (PMDB).
Além deste recurso, foi finalizado o processo de liberação de mais 250 mil reais, que chegam em janeiro para a compra de dois aparelhos de ecografia. Este dinheiro de emenda do senador Paulo Paim (PT).
Presidente da Fundação de Saúde até segunda-feira, o médico Leandro Minozzo comemora. Diz que recursos possibilitarão a compra de equipamentos de ponta, como raio-X digital e mesa anestésica.
No apagar das luzes do mandato, Minozzo (foto) lembra que só em projetos a Fundação de Saúde captou R$ 47 milhões nos últimos anos. E muitos estão encaminhados para licitação e obras.

Issur lança candidatura à presidência da Câmara de Novo Hamburgo

Progressista foi o mais votado em outubro e vai para a disputa contra o bloco de Patrícia Beck (PPS).

Arquivo NH
Issur Koch
A Câmara de Novo Hamburgo tem um segundo candidato à presidência da Mesa Diretora no ano que vem. O vereador mais votado em outubro, Issur Koch (PP), com 6.857 votos, acaba de colocar seu nome na disputa.
O parlamentar diz que não está trabalhando acordo para quatro anos. Diz que, a partir de 2018, a construção da Mesa deve ocorrer ano a ano, conforme o que cada um dos vereadores apresentarem no Legislativo. "Isto é nova política", diz, contrário ao acordo por um mandato todo. "Que nem sempre é mantido", lembra, citando o caso da atual legislatura, que deveria, pelo acordo inicial, ter Roger Correa (PCdoB) na presidência, mas o eleito foi Antônio Lucas (PDT).
Issur também não é favorável ao loteamento de cargos no Legislativo. "Indicar cargos em comissão não pode ser brinde para garantir uma eleição", resumiu. E antecipou que, se eleito, mantém a atual diretora, Fernanda Luft, "pela capacidade e pelo conhecimento que tem da Casa".
Com a candidatura de Issur, o acordo do outro bloco, assinado por oito vereadores, pode cair por terra, uma vez que o também progressista Vladi Lourenço assinou. Mas tende a apoiar o colega de partido no próximo domingo. Aliás, para discutir o assunto, o PP tem reunião no sábado, já convocada pelo presidente Leonardo Hoff.
Issur tenta atrair os quatro votos do PMDB (Raul Cassel, Gerson Peteffi, Serjão Hanich e Inspetor Luz), mais Gabriel Chassot (Rede) e o próprio Vladi. E também tem um Plano Estratégico para o próximo mandato.
Leia o Plano de Gestão Estratégica para a Câmara Municipal
Plano de Gestão Estratégica da Câmara Municipal para a Legislatura 2017-2020

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS