VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
A receita do leão

Receita alerta para novo golpe

Dessa vez, cartas são enviadas por meio dos Correios e não por e-mail.

Esse golpe utiliza a correspondência entregue via Correios. Uma carta de intimação para regularização de dados cadastrais em um endereço eletrônico que não possui nenhuma relação com o site da Receita.

A Receita Federal adverte que, para fins de consulta, download de programas ou alterações de informações junto ao Fisco federal, não devem ser acessados endereços eletrônicos que não o oficial do Órgão: idg.receita.fazenda.gov.br. Caso o faça, o contribuinte estará sujeito a vírus e malwares, que podem roubar seus dados pessoais, bancários e fiscais.

GOLPE

GILRAT: prazo para autorregularização foi prorrogado

Contribuinte tem até 30 de junho para regularizar situação.

Em virtude da greve dos Correios, o prazo para autorregularização de inconsistências apontadas na apuração das contribuições previdenciárias, em especial relacionadas à correta apuração do GILRAT, foi prorrogado até dia 30/06/2017.

A autorregularização consiste na retificação da GFIP e recolhimento de possíveis diferenças apuradas. Para tal procedimento não é necessário o comparecimento à unidade de atendimento.

Saiba como recuperar o recibo da declaração do IR

.

Todos os contribuintes que declaram o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) recebem ao final do procedimento uma sequência de 12 números que identificam a declaração anual. Indicar a numeração não é um procedimento obrigatório para que o contribuinte possa realizar e enviar sua declaração no ano seguinte. No entanto, caso o contribuinte tenha interesse em acompanhar o processamento de sua declaração pela internet ou mesmo para fazer uma declaração retificadora, essa numeração é necessária. Se o contribuinte não conseguir localizar o número de identificação da sua declaração e precisar dele, é possível recuperá-lo de três maneiras. Saiba quais são:

Por meio do portal e-Cac

Acesse o site da Receita Federal, no serviço “Declaração IRPF”. Neste caso, é preciso já possuir um cadastro prévio ou um certificado digital.

Através do computador ou dispositivo móvel utilizado para enviar a declaração

No caso de a declaração ter sido gravada e enviada a partir do disco rígido de um computador, a informação está gravada na pasta “C:Arquivos de ProgramasProgramas SRFIRPF20XX ransmitidas”, criada no ano em que o contribuinte enviou a declaração.

Neste caso, para imprimir o recibo, o usuário deve acessar estes dados pelo próprio programa da Receita, clicando em “declaração”, “imprimir” e depois em “recibo”.

A partir de 2013, a declaração também passou a poder ser transmitida por meio de dispositivos móveis como tablets e smartphones.

No caso de o usuário ter utilizado o aplicativo do Imposto de Renda de um dispositivo com sistema operacional android, estes arquivos deverão estar na pasta download. Após localizar o arquivo, é necessário clicar sobre ele para acessá-lo.

Já se a declaração foi transmitida por meio de um dispositivo móvel com sistema operacional iOS, esses arquivos estarão na pasta de arquivos do programa do Imposto de Renda do aparelho. Para localizar, é necessário utilizar o iTunes.

Independentemente do sistema operacional adotado no dispositivo móvel, para conseguir localizar a declaração é fundamental que o contribuinte já possua instalado no seu aparelho o APP IRPF e tenha cópia da declaração e recibo baixados no seu dispositivo. Só assim conseguirá abrir o arquivo da declaração anterior.

Uma recomendação de segurança da Receita Federal é sempre salvar a declaração em formato PDF em um pendrive ou em um HD e guardar uma cópia.

Pessoalmente em uma das unidades da Receita Federal em todo o país

Se não for possível recuperar o arquivo da Declaração do IR pelo computador ou por dispositivo móvel e o usuário não possuir um certificado digital ou cadastro prévio realizado no portal e-Cac, será necessário comparecer a uma das unidades de atendimento da Receita Federal espalhadas por todo o país.

Novo golpe com e-mail falso em nome da Receita Federal

.

Alguns contribuintes estão recebendo e-mail que dizem ser da Receita Federal. Neles constam imagens e o timbre da Receita Federal e informa que o processamento da declaração está suspenso por divergência de dados e que, para evitar uma multa de R$ 4,6 mil é necessário clicar em um link e preencher um formulário.

Esse e-mail em nome da instituição é falso.

A Receita Federal não utiliza o correio eletrônico como canal de comunicação com o contribuinte. Qualquer e-mail se passando pela Receita Federal pedindo confirmação de dados de contribuinte ou retificação de dados, que levem contribuintes a um link é falso, trata-se de golpe ou vírus. Não é comunicação proveniente da Receita.

Canais de Comunicação da Receita:

As formas de comunicação utilizadas pela Receita para o contato direto com o contribuinte são a carta via Correios e a caixa postal eletrônica que é acessada via certificado digital ou código de acesso, direto no portal e-CAC.

Para comunicação em caráter geral, de amplo alcance, a Receita utiliza redes sociais, blog’s, veículos de comunicação em geral, mas nunca pede confirmação de dados, sempre são informações de caráter geral, orientações para os contribuintes.

A Delegacia de Novo Hamburgo utiliza como canais de comunicação correspondência, os blogs “A receita do leão” nos jornais on line do Grupo Sinos (www.jornalnh.com.br; e www.jornalvs.com.br ); e o DRFNHO (drfnho.blogspot.com).

Como consultar a declaração de imposto de renda:

Através do site da Receita (www.receita.fazenda.gov.br) é possível acessar o ambiente virtual (e-CAC) e consultar a declaração.

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS