Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul Saúde

Confirmado primeiro caso de microcefalia associado ao zika contraído no Estado

O caso estava sendo monitorado desde gestação. Mãe é moradora de Ijuí

Publicado em: 20.06.2017 às 17:02 Última atualização: 20.06.2017 às 17:04

Divulgação/TV Brasil
Microcefalia
A Secretaria da Saúde recebeu nesta semana a confirmação do primeiro caso de Síndrome Congênita em decorrência de zika vírus contraído no Estado. O caso estava sendo monitorado desde a gestação, quando a mãe, residente em Ijuí, apresentou um quadro da doença. Após o nascimento, em julho de 2016, a criança passou a ser acompanhada em Santa Rosa e Porto Alegre.

Exames clínicos e radiológicos feitos pelo Sistema Nacional de Informação sobre Agentes Teratogênicos do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (SIAT/HCPA) mostraram que ela possui alterações compatíveis com a Síndrome Congênita do zika vírus. Além disso, o Laboratório Central do Estado (Lacen) confirmou, por testes, que a mãe adquiriu o vírus durante a gestação.

Como a paciente não viajou para fora do Rio Grande do Sul, o caso é caracterizado como autóctone, ou seja, contraído no Estado. A criança recebe atendimento de reabilitação por meio da Linha de Cuidados da Pessoa com Deficiência. Até então, o RS apresentava dois casos de Síndrome Congênita associada ao zika nos municípios de Cachoeira do Sul e Esteio. Em ambos os casos, o vírus havia sido contraído pelas gestantes fora do Estado.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.