Jornais
FECHAR
  • Jornal VS
  • Diário de Canoas
  • Jornal de Gramado
  • Diário de Cachoeirinha
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos
Publicado em 01/05/2014 - 09h38
Última atualização em 01/05/2014 - 09h44

Não se arrisque: ovo cru ou mal passado pode desenvolver salmonela

Bactéria provoca infecção e pode até matar

Ermilo Drews - ermilo.drews@gruposinos.com.br

OvosPresente em diversas receitas, o ovo vira e mexe tem sido o vilão da cozinha. Ele é um dos alimentos mais suscetíveis a desenvolver a temida salmonela, bactéria que costuma contaminar alimentos, especialmente, os de origem animal. A salmonela causa infecção e pode até matar. Apesar de muita gente saber do risco que representa consumir o ovo cru ou mal passado, nem todo mundo tem conhecimento que existe uma lei que proíbe a prática. Em vigor desde 2009, a portaria 78 da Divisão de Vigilância, vinculada à Secretaria Estadual da Saúde, estabelece normas para as boas práticas para serviços de alimentação. “E ela proíbe a elaboração de qualquer produto alimentício com ovo cru e prevê sanções para os estabelecimentos que descumprirem a regra”, alerta a coordenadora da Vigilância em Saúde de Novo Hamburgo, Solange Shama.
 
Em fevereiro, 143 pessoas sofreram com intoxicação por salmonela, após consumirem maionese caseira em um restaurante no bairro Boa Vista. Para a consultora na área de segurança de alimentos Sabrina Bartz, situações como esta poderiam ser evitadas se a portaria fosse seguida por todos. Em Novo Hamburgo, ela orienta mensalmente proprietários de restaurantes e lancherias sobre as boas práticas para serviços de alimentação. “As pessoas acreditam que a salmonela costuma aparecer apenas em determinada parte do ovo, o que não é verdade. Ela pode aparecer na casca, na clara e na gema. Não se deve comer ovo cru nem utilizá-lo desta forma.”
 
Cuidado com a casca
A nutricionista Neusa Stoffel lembra que a salmonela é uma bactéria traiçoeira e se espalha por meio de fezes de animais contaminados (ver quadro). “O ovo infectado, mesmo cozido, ainda pode estar perigoso, mas certamente o risco é maior em ovos crus. Evite ovos com casca frágil, especialmente com fissuras, são os que podem ter maior risco de contaminação”, alerta a nutricionista.
 
Como ocorre a contaminação
Presente, especialmente, em produtos de origem animal:
 
*Ovos com gema mole ou crua, mal cozidos ou fritos são de alto risco para a doença
 
- Maionese
- Leite e derivados
- Ovos crus
 
A ave se torna propagadora da bactéria, que é eliminada nas fezes -> Pessoas também podem transmitir a doença -> Água e solo infectados -> Alimentos e utensílios infectados
 
Fonte: Anvisa
 

Publicidade