Jornais
FECHAR
  • Jornal VS
  • Diário de Canoas
  • Jornal de Gramado
  • Diário de Cachoeirinha
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos
Publicado em 23/08/2015 - 16h13
Última atualização em 23/08/2015 - 16h35

Como acalmar e ajudar alguém com raiva

Silêncio e amor são as melhores respostas para alguém enfurecido

Parece que vivemos o tempo todo na defensiva. Quando alguém nos agride - ou nos sentimos agredidos - nosso primeiro instinto é atacar de volta. Não é terrivelmente cansativo?
 
É assustador e triste estar na presença de uma pessoa enraivecida e furiosa, especialmente quando se trata de alguém que amamos. O site Buda Virtual publicou uma entrevista do mestre zen Thich Nhat Hanh, que, ao ser perguntado por uma adolescente sobre como lidar com pessoas raivosas, relembrou a importância de aprender a agir ao invés de reagir. O mestre, chamado de Thay por seus alunos, afirmou que há muitas pessoas que ficam bravas com ele, por ciúmes, percepções erradas. Às vezes, apontou ele, leva muito tempo para uma pessoa se acalmar, sofrer menos e se transformar, mas a "fórmula", se é que dá para chamar assim, é simples: não responder ao ataque ou insulto. Nem mesmo se for para explicar.O completo silêncio, neste caso, é a melhor alternativa.
 
Ao não tentar se justificar ou fazer qualquer coisa, é possível evitar que a outra pessoa fique ainda mais irritada. "Inspire, exale e aceite", disse. Algum tempo depois, Thay afirmou que escreve palavras de amor para as pessoas que o agrediram. "Alguém que o traiu, que lhe fez sofrer muito, que fez sua comunidade sofrer muito, e você pode ser capaz de escrever uma bela carta para ele ou para ela, para ajudá-los a sofrer menos."
 
Pode levar algum tempo para a pessoa se acalmar, mas sempre dá resultado. "É possível responder à violência e raiva com amor", garantiu Thay.
 
A partir dos 4'17'', você confere, no vídeo abaixo, uma história de compreensão e compaixão, contada por ele: