Jornais
FECHAR
  • Jornal VS
  • Diário de Canoas
  • Jornal de Gramado
  • Diário de Cachoeirinha
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos
Publicado em 01/09/2015 - 22h09
Última atualização em 02/09/2015 - 14h05

Bonde dos assaltos esfaqueia outro jovem no Centro de Novo Hamburgo

Estudante foi atingido no pescoço e está em estado grave

Sílvio Milani - silvio.milani@gruposinos.com.br

Foto: WebTV
Mesmo com dois líderes presos na semana passada em Ivoti, o bonde dos assaltos voltou a atacar. Um estudante de 22 anos foi esfaqueado no pescoço durante roubo na noite de segunda-feira (31), no Centro de Novo Hamburgo, e está na UTI do Hospital Municipal. O grau de violência e covardia da gangue de jovens, que surpreendeu o pedestre pelas costas, deixou testemunhas perplexas. A vítima ainda era socorrida por populares na calçada, quando dois membros do bando voltaram e falaram para uma mulher que ligava para o Samu: “Tia, esse aí já era. Foi na aorta”.

O estudante de informática recém tinha saído do trabalho, por volta das 18h30. Com a mochila da universidade nas costas, passou pela Praça 20 de Setembro com um amigo de 16 anos, onde o bonde estava concentrado, e começou a ser seguido. Foi alcançado pouco adiante, na Rua Júlio de Castilhos. Como se fosse dar um abraço por trás na vítima, o agressor cravou a faca no pescoço. Os assaltantes fugiram com o celular do estudante.

Sangrando muito, o jovem teria entrado em um ônibus da Viação Hamburguesa, implorando ajuda. “O motorista poderia ter levado meu sobrinho para o hospital, mas tocou ele para fora. Foi omissão de socorro. Dois passageiros perceberam a urgência e desceram para acudi-lo”, comenta uma microempresária de 43 anos.


Funcionários de uma farmácia também foram ajudar. “Foi nesse meio tempo que os bandidos voltaram e zombaram da situação, dizendo que meu sobrinho não tinha salvação. Uma ambulância do Samu chegou em meia hora e, no hospital, ele foi direto para o bloco cirúrgico. Os médicos disseram que por pouco a faca não atingiu o coração. É muito grave o estado dele.”
 
A reportagem procurou a gerência da Hamburguesa para falar sobre a acusação de omissão de socorro, mas não obteve retorno. O nome da vítima não é revelado por questões de segurança.


Grupo foi flagrado em escadaria
 
O bonde dos assaltos foi flagrado na noite de 30 de julho na escadaria entre as Ruas Silveira Martins e Heller, no Centro de Novo Hamburgo, quando corria atrás de um universitário de 20 anos. O estudante também foi esfaqueado pelas costas e teve o celular roubado. Segundo a Polícia Civil, o bonde já tinha ferido a faca um estudante no bairro Rio Branco, próximo à Escola Estadual 25 de Julho, e outro no bairro Guarani, além de ter cometido vários outros assaltos pela cidade. “Vamos buscar imagens de câmeras e apurar a denúncia de omissão de socorro”, declarou o delegado da 1ª DP, Tarcísio Kaltbach, sobre o ataque de segunda. Ainda conforme a Polícia, o grupo é formado por mais de dez jovens e adolescentes de classe média e baixa, dos 15 aos 20 anos, entre eles pelo menos três meninas. Depois da divulgação das imagens pelo Jornal NH, o bonde não voltou à escadaria, que era o principal reduto, e começou a agir em outras cidades.

Presos após arrastão em Ivoti
 
Na tarde de 31 de agosto, a Brigada Militar prendeu no Centro de Ivoti Luciano Caselli Rodrigues e Guilherme Ferreira da Silva, ambos com 18 anos, após roubo a dois estudantes e tentativa de outro assalto na Rua São Leopoldo. Conforme a Polícia, seriam os líderes do bonde. Dois adolescentes, de 15 e 17 anos, também foram reconhecidos pelos ataques e entregues aos pais. A Brigada abordou outros quatro menores na Praça do Chafariz, que foram liberados. Um deles seria o autor da facada no estudante em Novo Hamburgo na noite de segunda.
 

Publicidade