Publicidade
Notícias | Região Polícia

Agente do Case de Novo Hamburgo é assassinado ao deixar o trabalho

Homens em um Volkswagen Voyage teriam passado efetuando diversos disparos

Por Adriana Lima
Última atualização: 28.01.2018 às 09:32

Fábio Radke/GES-Especial
Local do crime foi isolado pela Polícia


Um agente do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Novo Hamburgo foi morto a tiros no início da noite deste sábado (27). Conforme a Brigada Militar (BM), por volta das 19 horas dois funcionários da unidade que abriga menores infratores caminhavam em direção aos seus carros estacionados na rua quando homens em um Volkswagen Voyage branco teriam passado disparando várias vezes. Um dos agentes ainda tentou escapar, mas morreu cerca de 300 metros adiante, próximo da esquina das avenidas dos Municípios e Intermunicipal, no bairro Canudos. O outro teve o carro atingido por um tiro, mas não ficou ferido.

O nome do agente morto não havia sido confirmado pela Polícia até as 22 horas de sábado, mas, em nota divulgada, a Fundação de Atendimento Socio-Educativo do Rio Grande do Sul (Fase) o identificou como Hadylson Padilha, de 52 anos. Na noite de ontem, PMs resguardavam o local à espera da chegada da Perícia. Ainda conforme a BM, o Voyage que teria sido usado no crime foi abandonado pouco depois na Rua Odon Cavalcante.

O veículo foi deixado em um terreno baldio e estava com o vidro traseiro direito quebrado. Conforme testemunhas, os criminosos teriam fugido a seguir em um Renault Logan branco. O crime aconteceu durante a troca de turno dos agentes. As investigações estão a cargo da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Novo Hamburgo.

Confira na íntegra nota oficial divulgada pela Fase nesta noite:

"Com profundo pesar, o presidente da Fase, Robson Luis Zinn, confirma a morte do agente socioeducador Hadylson Padilha, no início da noite deste sábado (27). Indivíduos passaram em um carro, em frente ao Case Novo Hamburgo, onde o servidor trabalhava, e deram quatro tiros em direção ao portão principal. Na sequência, saíram em perseguição ao veículo do agente que acabou morto algumas quadras depois. O servidor tinha 52 anos e trabalhava na Fundação desde 2001".


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.