Publicidade
Notícias | Rio Grande do Sul Refresco

Sete pontos em águas interiores estão impróprios para banho no RS

Na região não há nenhum ponto impróprio em praias do litoral norte, mas balneário em Santo Antônio da Patrulha tem problemas

Última atualização: 19.01.2018 às 15:16

Amanda Menger/Especial
Lagoa dos Barros, entre Santo Antônio da Patrulha e Osório
O sexto relatório de balneabilidade da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) foi divulgado nesta sexta-feira (19), De acordo com o boletim, subiu de seis para sete o número de pontos impróprios no Rio Grande do Sul. Em comparação à semana passada, houve apenas a inclusão da Praia Carlos Larger, em Candelária, na lista de balneários sem condições de banho.

Seguem impróprios o Balneário Poço das Pedras, em São Francisco de Assis; a Praia de Passo Real, em Dom Pedrito; a Lagoa dos Barros, em Santo Antônio da Patrulha; a Praia Recanto das Mulatas, em Barra do Ribeiro; o Balneário Rebelo e a Praia do Pinvest; ambos em Tapes.

Todos os pontos impróprios estão localizados em águas interiores. Neste verão, a Fepam está monitorando 79 balneários de 40 municípios do Litoral Norte, Médio e Sul e das Regiões Hidrográficas do Guaíba e do Uruguai.

O Projeto Balneabilidade 2017/2018 terá duração de 12 semanas. Os resultados das análises da qualidade da água são divulgados nas sextas-feiras, desde dezembro até 2 de março. As coletas e análises são feitas pela Fepam e pela Corsan.


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.