Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

Noia

Que tal o título da Recopa Gaúcha?

Anilado recebe o São José nesta quarta-feira, no Vale
12/03/2018 21:15 12/03/2018 21:16

Inézio Machado/GES
Elenco voltou aos trabalhos nesta segunda-feira
Adeus agonia e sofrimento. Que não voltem a rondar o Estádio do Vale tão cedo! Passado o sufoco da participação no Campeonato Gaúcho, onde o Novo Hamburgo se livrou do rebaixamento na última rodada, o momento é de juntar os cacos, respirar aliviado sem o peso e pressão nas costas e seguir a caminhada. Imagina que reviravolta em tão pouco tempo se o Noia levanta o caneco da Recopa Gaúcha nesta quarta-feira, no Estádio do Vale? Bom se o time acabou de passar por uma situação quase que impossível, alcançar este feito diante do seu torcedor seria praticamente um pedido de desculpas pela campanha ruim no Estadual.

E para isso terá que vencer o São José no jogo de volta, nesta quarta-feira, às 19h30. Como no duelo de ida, em Porto Alegre, foi derrotado por 2 a 1, agora, o time comandado pelo técnico Beto Campos precisará reverter o placar. O time anilado precisará vencer por dois gols de diferença. Em caso de igualdade no saldo de gols, somando as duas partidas, a decisão vai para as penalidades. Na tarde desta segunda-feira, os jogadores voltaram aos trabalhos no gramado do Estádio do Vale. Os atletas que atuaram mais de 45 minutos conra o Avenida, em Santa Cruz, realizaram um trabalho regenerativo, já os demais, fizeram uma série de atividades físicas sob orientações do preparador físico Rafael Dias.

MISSÃO
Autor do gol decisivo contra o Periquito no domingo, o meia Zotti falou sobre a permanência da equipe na elite do Campeonato Gaúcho. “Nós sabíamos do nosso mau momento, estávamos concentrados, com pensamento positivo de que ficaríamos na primeira divisão. Deixar o Novo Hamburgo onde ele merece estar era a nossa missão e conseguimos”, garantiu o jogador, que entrou no segundo tempo para marcar uma pintura de gol.

Entrevista

Rosalvo Johann, o Maneca

Inézio Machado/GES
Presidente Rosalvo Johann
Presidente, que jogo dramático em Santa Cruz...
Maneca - Foi para matar cardíaco. Uma hora nós estávamos quase ganhando e o Cruzeiro perdendo, daqui a pouco tudo mudou. Eu acredito muito em Deus, que é meu guia. As pessoas não acreditam, mas eu não tenho dúvida alguma que ontem (domingo) o velhinho deu uma mão para nós. Deu tudo muito certo, o Kozlowsky (jogador do Cruzeiro) perdeu o pênalti, tomamos um gol que não poderia ter tomado... Enfim, hoje estamos felizes pelo empate, que nos manteve na primeira divisão.

E se tivesse caído, o que seria do Noia hoje?
Tu está no céu em um ano, sendo campeão gaúcho, e depois no inferno no ano seguinte, podendo cair para a segunda divisão. Isso mudaria totalmente o clube, não seria mais o mesmo. O Novo Hamburgo se penalizaria com verba da federação, andar muitos quilômetros para jogar uma Divisão de Acesso. E o Noia não merecia isso, seria muito duro. Cometemos muitos erros, não vamos achar os culpados. Realmente o erro foi de todos nós, que deixamos as coisas acontecer. Esses erros fizeram com que a gente pagasse com todo esse sofrimento.

O susto serviu como lição?
Isso para nós tem que ser um exemplo (a queda do São Paulo-RG e do Cruzeiro). Ano que vem teremos que olhar o Gauchão de um jeito diferente. Na própria entrevista do Maninho (técnico do Avenida), ele colocou que quando montou o elenco procurou jogadores gaúchos, atletas que se encaixavam no perfil do Gauchão. Esse Campeonato Gaúcho foi atípico, foi muito rápido. Tivemos algumas lesões que prejudicaram, jogadores que chegaram fora de forma... Isso tudo fez parte para acontecer o que aconteceu. Nada acontece de graça, alguma coisa nós fizemos de errado para que isso acontecesse.

E a Recopa, seria um momento de reconquistar o torcedor?
Acho que quarta-feira se buscarmos essa taça da Recopa Gaúcha, talvez conseguiremos pagar um pouco dos nossos pecados, dos nossos erros que cometemos durante o Gauchão. É uma partida fundamental, onde o torcedor tem que vir aqui e apoiar o grupo.

Marcelo Rhoden acerta com time de transição do Grêmio

O preparador de goleiros Marcelo Rhoden deixou o Novo Hamburgo após receber proposta para ser o preparador dos arqueiros do grupo de transição do Grêmio. Esta foi a terceira passagem de Rhoden pelo Noia, que já esteve no Vale como jogador nos anos 90, e como preparador em 2002, 2006 e 2017/2018, quando fez parte da comissão técnica campeã gaúcha 2017. Marcelo agradeceu ao Novo Hamburgo por todos os ciclos que viveu na equipe. “Vou sempre levar o Novo Hamburgo no meu coração, time no qual fui campeão júnior, campeão como goleiro profissional, campeão gaúcho como preparador de goleiros, tendo o goleiro craque da competição e melhor goleiro. Muito obrigado, Noia, por marcar minha vida e minha carreira”, declarou.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS