Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Aurélio Decker

A vigarice dos trens ficará impune?

Leia artigo de Aurélio Decker
02/03/2018 10:00

Aurélio Decker Aurélio Decker é jornalista

aureliodecker@sinos.net

Volto ao assunto dos trens. Quero deixar bem registrado que fomos tapeados, lesados, roubados, porque estamos com nove dos 15 trens comprados novos NO ANO DE 2014 e que não funcionam. Minha esperança é que procuradores de Justiça, em esfera federal, entrem em cena pra investigar e informar quem será responsabilizado pela fraude cometida contra o dinheiro público, mais de 200 milhões de reais. Vereadores, prefeitos e deputados aqui da região parece que não sabem que isto está acontecendo. Que a população da região metropolitana sofre e já cansou de se queixar.

Resumo da carta que mandei para a Trensurb em 2015. EM 2015, EM 2015!!!!!! “Aos senhores Humberto Kasper - diretor-presidente, e Cláudio Paim - chefe da Auditoria Interna da Trensurb - Porto Alegre. É inaceitável, senhores, a demora da Trensurb em colocar em serviço os 15 novos trens. Apenas dois estão em uso. A alegação é de que os demais trens estão sendo testados. Ora, senhores, em setembro de 2014, começaram a chegar estes novos equipamentos e foi anunciado que a cada 15 dias seria colocado um novo trem em uso. Até o final de dezembro de 2014, então, os 15 modernos e confortáveis trens estariam substituindo 15 antigos. Agora a Trensurb anunciou novo prazo: fins de junho de 2015 para que todos entrem na linha. Os trens foram comprados zero km, fazendo supor estarem em condição de uso. A tecnologia do uso de metrô, seja subterrâneo ou de superfície, existe há mais de um século. Então, não é aqui que está sendo testada a sua eficiência. A falta de atenção da Trensurb para o exposto macula a imagem da empresa como um todo, e aos seus dirigentes em especial. (Atenciosamente, Aurélio Decker)” (na época, na resposta que recebi, juraram que tudo estava correto, que a demora era justificada devido ao rigor de testes, que tudo era só questão de segurança e que o tema, de rotina, estava a cargo de engenheiros).


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS