Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Em São Leopoldo

Oficina de reformas da ONG Mulher em Construção renova museu

Objetivo é recuperar parede interna do Visconde de São Leopoldo
15/04/2018 09:37 15/04/2018 10:18

Diego da Rosa/Diego da Rosa/GES
Oficinas de formação com mais de 50 mulheres antes das atividades no museu

Um café da manhã com frutas e biscoitos salgados, uma recepção calorosa e um passeio para conhecer um pouco da história de São Leopoldo. Este foi o início do sábado (14) para 25 mulheres que fizeram parte da aula prática de pintura do Museu Histórico Visconde de São Leopoldo. Promovida pela ONG Mulher em Construção em parceria com a loja TaQi, a pintura da parte interna do local foi mais uma ação da rede de mobilização para apoiar o Museu – fechado desde janeiro, pelo atraso no repasse de recursos há oito meses.

A atividade da ONG, começou já na última sexta-feira (13), com a realização de oficinas
com dicas de reformas e construção que reuniu mais de 50 mulheres, na loja TaQi, do Centro. Das participantes, 25 foram escolhidas para a prática no Museu.



Uma delas foi a estudante de design de interiores, Natália Ramos de Almeida, 21 anos, que achou na oportunidade um meio de aprender mais e de, ao mesmo tempo, auxiliar o Museu. “Eu nunca tinha mexido com pintura, então quis fazer isso. E sempre busco ações assim, em que eu possa ajudar também”, pondera. “Doar um pouco ao outro, traz um ganho para você mesmo”, ressalta.

Para ajudar

Integrante da ONG desde outubro, a engenheira civil, Maria Cristina Fernandes, 55 anos, destaca que um dos objetivos do projeto é o de ajudar entidades que precisam de apoio. Ela procurou se especializar em construção para transmitir melhor os seus conhecimentos
às participantes das oficinas. “Esse é meu primeiro museu como engenheira e instrutora. Estou me sentindo maravilhosa em ajudar”, comenta.

Ações continuam

Museu montou uma rede de apoio para chamar a atenção sobre a necessidade de manter o espaço aberto. Em maio, jovens músicos farão um recital beneficente para arrecadar fundos à instituição e em julho, o professor, escritor e historiador Leandro Karnal fará uma palestra também em prol da instituição.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS