Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Odontologia

Dentista explica técnicas de clareamento dental

Pelo menos 18% dos brasileiros estão insatisfeitos com a coloração de seus dentes
13/04/2018 10:08 13/04/2018 10:17

Carol Willig/Carol Willig/Mídia Help
Cirurgiã-dentista e clínica-geral Joice Ohlweiler
Além de um sorriso alinhado e saudável, pacientes têm buscado, cada vez mais, por técnicas de clareamento dos dentes.

Um estudo publicado pela Associação Brasileira de Odontologia (ABO) apontou que pelo menos 18% dos brasileiros estão insatisfeitos com a coloração de seus dentes. A cirurgiã-dentista e clínica-geral Joice Ohlweiler explica que o procedimento é simples e traz ótimos resultados, porém a técnica de branqueamento deve ser bem orientada por um profissional.

Qual a diferença entre o clareamento com gel e o laser?
A diferença é a resposta de cada um. No clareamento com gel e moldeiras, também conhecido como caseiro, o paciente leva para casa as plaquinhas e aplica durante a noite. A resposta é mais lenta, pode levar mais tempo para chegar ao resultado que ele deseja. Isso também vai depender da quantidade de gel que é usada, o tempo que se mantém e se não há interrupção nas aplicações. Já no caso do laser, a resposta é mais instantânea, o paciente já sai do consultório com um resultado. Também há um controle melhor deste resultado, pois são feitas aplicações do gel e reaplicação nos dentes que não responderam de acordo com o esperado. Normalmente são feitas duas sessões para corrigir essas diferenças de resposta, o dentista consegue observar onde precisa ter reforço na aplicação.

Qual o tempo de duração do resultado de cada técnica?
O tempo de duração é praticamente o mesmo e está mais relacionado à dieta do paciente. O consumo de café, chás, chocolate e todos os alimentos pigmentados interferem na duração do clareamento.

O clareamento a laser tem melhor resultado do que os demais?
Os dois tipos de clareamento chegam aos mesmos resultados, a diferença está na rapidez com que conseguimos o resultado esperado com a técnica de consultório.

Em quanto tempo (ou sessões) é possível ver os primeiros resultados?
Na primeira sessão do clareamento a laser já é possível perceber os primeiros resultados. Já a técnica com moldeira pode ser percebida após uma semana de aplicação do gel clareador.
Clarear os dentes dói ou causa algum tipo de sensibilidade?
Durante a aplicação da técnica a laser podem ocorrer queimaduras na gengiva, o que pode ser evitado com a aplicação de um protetor gengival. Alguns pacientes relatam ainda uma sensibilidade dentária principalmente na técnica de moldeiras, devido à quantidade excessiva de gel e tempo de aplicação, o que pode ser solucionado com cremes dentais específicos para essa situação.

Em que casos o paciente não pode fazer o clareamento dental?
A contraindicação do tratamento inclui casos de pacientes que apresentam sensibilidade ou tenham lesões de cárie e presença de muitas restaurações. Não é recomendado o tratamento em paciente com doença periodontal (gengivite e periodontite) e gestantes e lactantes.

Quais são os cuidados necessários com os dentes após o clareamento?
Após a realização do tratamento, é preciso evitar, por no mínimo 15 dias, alimentos escuros como café, chá, chimarrão, feijão-preto, beterraba, entre outros.

Em quanto tempo o paciente pode repetir o procedimento ou fazer alguma manutenção?
É importante que o paciente realize limpezas com frequência para se livrar de manchas e assim manter o clareamento. A avaliação para realizar novo tratamento deve ser discutida com o cirurgião dentista.

Implantes fixos podem atrapalhar o resultado final do clareamento?
O tratamento bem aplicado não causa nenhum dano a implantes ou próteses fixas. Por isso a importância do paciente ser avaliado pelo dentista.

É preciso trocar as restaurações ou coroas antes do procedimento de clareamento?
O ideal é que essas trocas sejam feitas após finalizar o tratamento, para conseguir observar a cor da resina que será utilizada. Além disso, o gel pode causar danos às restaurações, por isso é importante o acompanhamento do tratamento.

Cores diferentes

Cada dente de uma mesma pessoa pode apresentar coloração diferente. Isso porque dependendo da região do dente e diante da quantidade de esmalte sobre a dentina – tecido dental interno – pode ocorrer a alteração da matriz, que é a cor original do dente.
Os dentes incisivos, em geral são mais claros enquanto os caninos e molares são mais escuros. Além disso, a tonalidade dos dentes da arcada de cima nem sempre é a mesma da debaixo.

Para identificar a coloração do dente do paciente, o dentista pode utilizar uma escala ou o espectrofotômetro, aparelho que mede a luz absorvida, transmitida ou refletida pelo dente. As tonalidades variam e vão do amarronzado ao cinza rosado.

Assim, ao submeter-se a um procedimento de clareamento é importante que ele se certifique de que o branco total, de forma igualitária em toda a arcada, pode ser muito difícil. A orientação é conversar com o profissional, esclarecendo todas as dúvidas previamente, além, é claro, de seguir à risca as orientações profissionais.

Fonte: ABO


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS