Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Aurélio Decker

Excesso de cuidados? Pois é!

Leia artigo de Aurélio Decker
11/05/2018 09:00

Aurélio Decker Aurélio Decker é jornalista

aureliodecker@sinos.net

Cadê os moradores de rua que, durante anos, passaram as noites dormindo junto ao prédio do Banrisul, na Joaquim Nabuco esquina com a Bento? Há muito tempo que sumiram. Acho que eu fui um dos últimos a dormir lá, em julho do ano passado. E talvez eu tenha sido o único que não fez xixi nas paredes do prédio. Levantei, após duas horas de sono, muitas vezes interrompido por causa de tudo que é coisa, principalmente pelo frio, pois eu estava sobre papelões um cobertor fininho. Até pensei em fazer xixi, ali por perto, mas eu teria que contar, na reportagem, e ficaria feio demais. Então caminhei até as bancas. Há, há décadas, banheiro inacreditável, quase uma mortífera câmara de gás que obriga a gente a puxar fôlego na entrada e soltá-lo só na saída.

Não repetirei o que já contei, tudo foi dito no NH, na rádio ABC, na Vale TV e no Facebook. Mas a ausência dos “pernoitadores” no Banrisul chama a atenção e fui saber das causas com o secretário de Desenvolvimento Social, Daniel Bota, que comanda a secretaria. Ex-integrante do atual efetivo da Guarda Municipal, o Senhor Bota, nomeado pela prefeita Fatima, está fazendo valer a sua experiência de anos de farda na GM, onde foi até professor. Me disse que, com paciência e diálogo, e também usando tom de voz adequado, sua equipe conseguiu, em parceria com a GM, persuadir moradores daquele espaço (e de alguns outros também) a mudarem de lugar. Em breve, teremos um seminário pra debater o tema moradores de rua. Vou estar lá para repetir o que concluí, após dormir na rua e passar 20 noites pesquisando: nossa cidade deve ter 100 moradores, no máximo, um terço de NH, o resto de fora. E existem perto de 50 entidades (a maioria religiosas) dando alimentação, roupas, calçados, cobertores. Nem na Suíça ou Suécia, ou em outros lugares de assistência social modelar, há uma entidade para cada dois moradores de rua. É o que penso. E acredito, mesmo, que o secretário Bota vai modificar este cenário, com disciplina e conscientização também de quem ajuda exageradamente, embora o faça de boa fé!


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS