Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Polícia Civil

Operação mira quadrilha suspeita de aliciar motoristas para roubo de cargas

Mandados foram cumpridos na manhã desta quarta-feira (16) em três cidades da região e na Capital
16/05/2018 14:24 16/05/2018 14:28

Polícia Civil/Divulgação
Mandados foram cumpridos na manhã desta quarta-feira (16) em três cidades da região e na Capital
A partir de imagens de um suposto roubo de carga ocorrido na BR-386 em Nova Santa Rita a Polícia Civil descobriu o modo de agir de uma quadrilha suspeita de aliciar motoristas de caminhão para o cometimento de crimes semelhantes. O grupo era investigado há, pelo menos, seis meses e nesta quarta-feria (16) acabou sendo alvo de uma operação desencadeada pela Delegacia de Repressão ao Roubo e Furto de Cargas (DRFC), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC).

A investida, coordenada pelo delegado Alexandre Luiz Fleck, cumpriu 13 mandados de busca e apreensão na Capital e também nas cidades de São Leopoldo, Esteio e Sapucaia do Sul. Três homens foram presos em flagrante. Foram apreendidos uma espingarda calibre .20, munições de diferentes calibres, aparelhos de telefone celular, pacotes de cigarros de origem estrangeira e pacotes de papel de seda para cigarro, além de 13 garrafas térmicas com suspeita de origem ilícita. Os nomes dos três presos e as cidades onde eles foram detidos não foram divulgados. Eles foram autuados por posse irregular de arma e munição de uso permitido e contrabando.

A operação foi denominada de Raptor, que significa aliciador em latim. As investigações, segundo o delegado Fleck, tiveram início a partir de suspeitas envolvendo supostos roubos de cargas de erva mate e de carne ocorridos em agosto e setembro do ano passado, ambos na BR-386. “Em um deles conseguimos imagens que mostram movimentos suspeitos tanto do caminhão quando do suposto carro usado pelos criminosos. Não se notava uma ação típica de roubo e a partir dali iniciamos a investigação e verificamos que alguns indivíduos, sediados principalmente em Sapucaia do Sul e Esteio, estavam fazendo o aliciamento dos motoristas”, comenta Fleck.

O delegado explica como agiam os criminosos. “Eles se infiltravam nas empresas para aliciar os motoristas a roubar a carga durante a entrega. Prometiam vantagens financeiras ou parte da carga. O motorista então simulava o roubo da carga quando, na verdade, ela seria entregue diretamente aos criminosos”, explica. “Como faziam o aliciamento e sabiam o que era exatamente o material, os membros da quadrilha conversavam com os motoristas para pegar cargas específicas a qual já tivessem saída”, pontua Fleck. “Pela estrutura, base e lógica deste tipo de crime, acreditamos que a desova e o varejo destes produtos se dava na Região Metropolitana mesmo”, completa o delegado. Segundo ele as investigações terão sequência na região. 


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS