Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Piratini

Governo do Estado alerta para versões falsas sobre venda de ações do Banrisul

''É inverídica a informação de que apenas um comprador levou 70% das ações ofertadas'', diz a nota
03/05/2018 15:56 03/05/2018 16:15

Palácio Piratini
Venda de ações do Banrisul
O governo do Estado divulgou uma nota nesta quinta-feira (3) sobre as chamadas "fake news" que estão circulando nas redes sociais em virtude da venda das ações do Banrisul. A nota aponta que "ao contrário de versões [divulgadas em meios extraoficiais], a decisão de venda das ações do Banrisul, em suas últimas duas operações (dias 10 e 27 de abril), foi transparente e bem-sucedida."

Ainda segundo o Piratini, as ofertas públicas cumpriram todas as regras da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da legislação aplicável.

"É inverídica a informação de que apenas um comprador levou 70% das ações ofertadas. Mais de 350 investidores, aí incluídas inúmeras pessoas físicas, adquiriram ações no dia do leilão, o que comprova a absoluta lisura e transparência do processo. Assim como foi feito até aqui, o governo do Estado continuará observando todas as regras técnicas e fornecendo todas as informações necessárias aos órgãos de controle", completa o texto.

Venda das ações

No dia 10 de maio o Governo informou que em leilão ocorrido na Bolsa de Valores, foram vendidas 26 milhões de ações preferenciais, tipo PNB, que integram o patrimônio do Banrisul. São ações sem direito a voto e que alcançaram o valor unitário de R$ 18,65, totalizando R$ 484,9 milhões arrecadados.

A venda deste lote excedente das ações é uma tentativa do Estado de buscar através de medidas financeiras emergenciais, o equilíbrio fiscal no Rio Grande do Sul.

Segundo divulgado na época pelo governo, a operação em nada altera a condição do Estado como acionista controlador do Banco, que segue estatal. 


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS