Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

Violência

Ônibus com torcedores do Noia é apedrejado após jogo em Porto Alegre

Pedras foram arremessadas nos vidros na saída do estádio e também em São Leopoldo, segundo torcedores
09/06/2018 19:16 09/06/2018 21:14

Especial/Especial
Ônibus foi apedrejado por torcedores após a partida no Passo D'Areia
Após a eliminação na Série D do Campeonato Brasileiro, onde o Novo Hamburgo perdeu para o São José, em Porto Alegre, um ônibus com torcedores do Noia foi apedrejado na saída do Estádio Passo D'Areia.

De acordo com a torcedora Janaína Reis Braz, 30 anos, que estava neste ônibus, pedras foram arremessadas nos vidros na saída do estádio e também em São Leopoldo, quando o coletivo retornava ao Estádio do Vale com os torcedores. "Quebraram todo o ônibus, nos vidros das laterais e na frente. Foi uma cena de terror e pânico. Não sabíamos o que poderia acontecer. Tentamos pedir apoio mas ninguém ajudou. Quando chegamos em São Leopoldo fomos apedrejados de novo por motoqueiros que estavam seguindo o ônibus".

Outro torcedor, que prefere não se identificar, diz que um dos passageiros ficou ferido no braço.

O que diz o Noia

Em nota divulgada nas redes sociais na noite deste sábado, o Esporte Clube Novo Hamburgo lamentou o ocorrido e reiterou que "repudia este tipo de ação".  A nota complementa ainda que "uma disputa saudável e competitiva deve ficar dentro de campo, sem prejudicar a integridade física e moral" dos envolvidos.

O que diz a Brigada Militar

Em nota repassada via assessoria de comunicação, a Brigada Militar (BM) informou que as escoltas policiais exigem agendamento e contato formal prévio ao evento para fins de organização do contingente policial e planejamento. 

Ainda segundo a BM, torcedores "fizeram uma solicitação via telefone de emergência 190, que pedia auxílio policial para chegada do ônibus do Estádio do Novo Hamburgo, o que foi atendido" pela BM.

Leia na íntegra

"As escoltas policiais exigem agendamento e contato formal prévio ao evento para fins de organização do contingente policial e planejamento. Assim como ocorre para toda demanda não emergencial. No presente caso, isto não ocorreu.

O que aconteceu foi uma solicitação via telefone de emergência 190, que pedia auxílio policial para chegada do ônibus do Estádio do Novo Hamburgo, o que foi atendido pela Brigada Militar.

Ademais, o relatado é que o suposto fato violento se deu entre Porto Alegre e São Leopoldo, locais que não pertencem a este Comando. Tão pouco recebemos qualquer registro dos fatos narrados quando da chegada do dito ônibus no estádio do Vale."


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS