Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
17 a 25 de agosto

Veja os filmes em competição no Festival de Cinema de Gramado

O lançamento oficial do evento aconteceu nesta terça-feira (10), na Cinemateca Capitólio, em Porto Alegre
10/07/2018 17:08 10/07/2018 17:24

Diversidade. Palavra que sintetiza a 46ª edição do Festival de Cinema de Gramado, que acontece de 17 a 25 de agosto no Palácio dos Festivais, na cidade serrana. O lançamento oficial do evento, considerado a maior mostra do gênero na América Latina, aconteceu nesta terça-feira (10), na Cinemateca Capitólio, em Porto Alegre, na presença do prefeito de Gramado, João Alfredo Bertolucci, o Fedoca, do presidente da GramadoTur, Edson Néspolo, de um dos curadores do festival, o jornalista Marcos Santuário, e de representantes da comunidade cultural e artística gaúcha.

Ao todo, serão 48 filmes na mostra competitiva, sendo nove longas-metragens brasileiros, cinco estrangeiros, 14 curtas-metragens nacionais e 20 na tradicional Mostra de Curtas Gaúchos. Como homenageados nesta edição, o ator Ney Latorraca com o Troféu Cidade de Gramado, numa celebração aos seus mais de 50 anos de carreira e 23 longas. Já o animador brasileiro Carlos Saldanha, indicado duas vezes ao Oscar com A Era do Gelo e Rio, será agraciado com o troféu Eduardo Abelin.

O país homenageado, dessa vez, é a Itália, que compartilhará com o público as tendências, novidades e reflexões de suas produções e exibições cinematográficas. Outra referência da festa do cinema é o Gramado Film Market, que chega a sua segunda edição focado na discussão de pautas da atividade audiovisual e com ênfase em plataformas de exibição, internacionalização de conteúdos íbero-americanos e no futuro das salas de exibição. Junto com o festival, acontece ainda o projeto gramadense Educavídeo, que na sua proposta de atividade curricular nas escolas desenvolve a linguagem audiovisual entre estudantes locais.

  • Cerimônia de lançamento ocorreu em Porto Alegre
    Foto: Diego Vara/Pressphoto
  • Anúncio dos filmes concorrentes e homenageados
    Foto: Diego Vara/Pressphoto
  • 46º Festival de Cinema de Gramado - Coletiva de Lançamento
    Foto: Diego Vara/Pressphoto

Diversidade

Destacando que 665 filmes foram inscritos para o festival, entre estes 89 longas brasileiros, Marcos Santuário destacou que Gramado está consolidado pela sua continuidade, que empresta quantidade e qualidade aos realizadores que buscam o evento. “E isso se confirma desde que mudamos o perfil do festival em 2012. Todos os longas que serão exibidos nesta edição são premiére Brasil, não foram exibidos ainda no País, e também são premiére mundial, dos diretores terem aguardado para inscrever os filmes aqui”, assinalou.

Credibilidade

Para o presidente da Gramadotur, Edson Néspolo, a credibilidade do festival se explica pela referência de organização e do acolhimento que a cidade dá ao público que a busca. “Tudo isso que há anos vem sendo feito por Gramado. Então a expectativa é muito boa, de que novamente os gaúchos, brasileiros e sulamericanos possam vir a Gramado, encontrar essa hospitalidade e uma mostra com grandes filmes”, frisou. Néspolo enumerou ainda que o investimento global na festa do cinema será em torno de R$ 4,2 milhões. “Tem algumas coisas ainda sendo contratadas, estamos buscando um equilíbrio para o festival, mas imaginamos que entre 70 e 80% com patrocínios”, revelou. Para o prefeito Fedoca, o Festival de Cinema foi devolvido aos cineastas. “Ele é um festival de cinema, estamos obtendo isso com real sucesso porque estamos nos aproximando do cineasta. Esse pra mim é o grande objetivo, de ser genuíno nessa entrega aqueles que fazem cinema”, frisou.

46º FESTIVAL DE CINEMA DE GRAMADO - FILMES EM COMPETIÇÃO

LONGAS-METRAGENS BRASILEIROS

- “10 Segundos Para Vencer” (RJ), de José Alvarenga Jr.
- “O Banquete” (SP), de Daniela Thomas
- “Benzinho” (RJ), de Gustavo Pizzi
- “A Cidade dos Piratas” (RS), de Otto Guerra
- “Correndo Atrás” (RJ), de Jeferson De
- “Ferrugem” (PR), de Aly Muritiba
- “Mormaço” (RJ), de Marina Meliande
- “Simonal” (RJ), de Leonardo Domingues
- “A Voz do Silêncio” (SP), de André Ristum

LONGAS-METRAGENS ESTRANGEIROS

- “Averno” (Bolívia/Uruguai), de Marcos Loayza
- “Las Herederas” (Paraguai/Brasil/Uruguai/França/Alemanha), de Marcelo Martinessi
- “Mi Mundial” (Uruguai/Argentina/Brasil), de Carlos Morelli
- “Recreo” (Argentina), de Hernán Guerschuny e Jazmín Stuart
- “Violeta al Fin” (Costa Rica/México), de Hilda Hidalgo

CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS

- "À Tona" (DF), de Daniella Cronemberger
- "Apenas o Que Você Precisa Saber Sobre Mim" (SC), de Maria Augusta V. Nunes
- "Aquarela" (MA), de Thiago Kistenmacker e Al Danuzio
- "Catadora de Gente" (RS), de Mirela Kruel
- "Estamos Todos Aqui" (SP), de Chico Santos e Rafael Mellim
- "Um Filme de Baixo Orçamento" (SP), de Paulo Leierer
- "Guaxuma" (PE), de Nara Normande
- "Kairo" (SP), de Fabio Rodrigo
- "Majur" (MT), de Rafael Irineu
- "Minha Mãe, Minha Filha" (SP), de Alexandre Estevanato
- "Nova Iorque" (PE), de Leo Tabosa
- "Plantae" (RJ), de Guilherme Gehr
- "A Retirada Para Um Coração Bruto" (MG), de Marco Antonio Pereira
- "Torre" (SP), de Nádia Mangolini

CURTAS-METRAGENS GAÚCHOS – PRÊMIO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

- “À Sombra” (Canoas), de Felipe Iesbick
- “O Abismo” (Sapucaia do Sul), de Lucas Reis
- “Antes do Lembrar” (Porto Alegre), de Luciana Mazeto e Vinícius Lopes
- “Coágulo” (São Leopoldo), de Jéssica Gonzatto
- “O Comedor de Sementes” (São Leopoldo), de Victoria Farina
- “Um Corpo Feminino” (Porto Alegre), de Thais Fernandes
- “Entre Sós” (Porto Alegre), de Caetano Salerno
- “Fè Mye Talè” (Encantado), de Henrique Both Lahude
- “A Formidável Fabriqueta de Sonhos Menina Betina” (Pelotas), de Tiago Ribeiro
- “Gasparotto” (Porto Alegre), de Zeca Brito
- “Grito” (Santa Maria), de Luiz Alberto Cassol
- “Maçãs em Fogo” (Porto Alegre), de Bruno de Oliveira
- “Movimento à Margem” (Porto Alegre), de Lícia Arosteguy e Lucas Tergolina
- “Mulher Ltda” (Canoas), de Taísa Ennes
- “Nós Montanha” (Porto Alegre), de Gabriel Motta
- “Pelos Velhos Tempos” (Porto Alegre), de Ulisses da Motta
- “Sem Abrigo” (Porto Alegre), de Leonardo Remor
- “Subtexto” (Caxias do Sul), de Cristian Beltrán
- “Vinil” (Porto Alegre), de Catherine Silveira de Vargas e Valentina Peroni Freire Barata
- “O Viúvo” (Porto Alegre), de Luiz Carlos Wolf Chemale


Fonte:
Gramadotur/Festival de Cinema de Gramado


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS