Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Após a derrota

Tite elogia Courtois e demonstra orgulho apesar de eliminação

Apesar de dominar a posse de bola e de criar inúmeras chances, o Brasil perdeu por 2 a 1 para a Bélgica
06/07/2018 18:56 06/07/2018 18:56

Andre Mourão/Mowa Press
Tite disse que a disputa com Bélgica foi "jogaço" e lamentou os gols perdidos
"É muito duro falar, mas foi um grande jogo", disse o técnico Tite após a eliminação do Brasil nas quartas de final para a Bélgica, nesta sexta-feira em Kazan, mostrando-se orgulhoso da equipe e elogiando a atuação do goleiro Thibaut Courtois.

"Tivemos oportunidades, mas na efetividade a Bélgica conseguiu traduzir em gols. Ai tu cria, monta e pega um goleiro iluminado do outro lado. O Courtois para mim fez a diferença", avaliou Tite em coletiva de imprensa.

"É muito duro falar, mas foi um grande jogo. Duas equipes com qualidade técnica impressionante. Com toda a dor que estou sentindo, o amargo, a dificuldade de falar agora, quem gosta de futebol teve prazer de ver esse jogo", acrescentou o treinador brasileiro.

Apesar de dominar a posse de bola e de criar inúmeras chances, o Brasil saiu atrás com gol contra de Fernandinho, aos 13 minutos, e Kevin De Bruyne, aos 31. Renato Augusto diminuiu o prejuízo de cabeça, aos 31 do segundo tempo.

Foi a primeira derrota da "Era Tite" em partidas oficiais, mas o treinador evitou falar em falta de sorte da equipe diante das oportunidades de balançar as redes desperdiçadas.

"Futebol tem o aleatório, mas não gosto de falar de sorte. O Courtois teve sorte? Não, foi bem. A Bélgica teve competência e efetividade", indicou Tite.

"Passei para a minha comissão técnica o orgulho que senti de todos. Talvez tenha faltado competência em algum momento. Mas dedicação plena, não. Todos os momentos buscamos soluções", concluiu o treinador brasileiro.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS