Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Daniel Mittmann

Manifesto Maceduss

Leia artigo de Daniel Mittmann
11/07/2018 11:00

Daniel Mittmann Daniel Mittmann é filósofo

prof.mittmann@gmail.com

O texto, ainda por ser escrito, Estética da Preguiça se constitui como um dos primeiros momentos teóricos de organização do projeto político experimental Maceduss. Para pensar e expor uma plataforma teórica, nada mais apropriado que um manifesto. Além do que os manifestos, há algum tempo atrás, estavam na moda. Assim que o Manifesto Por Uma Estética da Preguiça (Brasil) urge como atual (necessário).

O projeto, que atua no nível da estética, mas também na camada da música experimental, Maceduss defende o esperar acontecer como forma ativa de agir e pensar política. Se apoia na ideia brasiliana do “ai! que preguiça!”

Nosso amigo Macunaíma é aqui apropriado pelo noise-samba. Em todos os cantos se escuta sobre o valor do trabalho. Ao passo que em todos os lugares se ouve a jocosa pergunta “quem inventou o trabalho?”. Qual o fundamento sagrado da labuta? Do basquete?

Cresci ouvindo que “segunda é dia de basquete”. Mas, desde piá, sabia que não estava em cena o esporte da bola ao cesto. Era outro jogo que esse basquete se referia. Também escutava que não era fácil a vida de arigó. Dentre todos esses dramas, o conceito do trabalho seguia firme: organizando a vida. Eis que a não-banda Maceduss se pavoneá e lança, sem ter escrito, o polêmico manifesto que defende a preguiça (como estética e como não-ação). O herói brasileiro (Macunaíma ou Maceduss?) agora grita “ai! que preguiça!” nos shows do gênero não musical noise.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS