Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Jackson Buonocore

O ego exagerado

Leia artigo de Jackson Buonocore
12/07/2018 09:00

Jackson César Buonocore Jackson Buonocore é sociólogo e psicanalista

buonocorejcb@gmail.com

A necessidade de autoafirmação patológica anda por um caminho destrutivo. É aquele que não desenvolve as nossas potencialidades. Mas degenera a psique, podendo provocar distúrbios, ou seja, uma deficiência psicológica com repercussão na área emocional e interpessoal.

A autoafirmação destrutiva se configura como uma enorme carência afetiva, que alguns sujeitos têm, de estar em evidência para ter suas qualidades reforçadas a todo o momento, escondendo a falta de amor-próprio.

Essas pessoas tornaram-se incapazes de dizer não às falsas expectativas sociais. Além disso, a autoafirmação transforma-se em uma manifestação neurótica de se destacar diante dos outros, para ser respeitado, aprovado e enaltecido.

Os adultos que buscam essa autoafirmação, talvez, viveram experiências traumáticas, nas quais sentiram-se desprezados, excluídos ou submetidos às situações inferiores. Eles não conseguiram superar os conflitos internos dos impulsos instintivos entre as instâncias psíquicas ou não superaram os conflitos edipianos.

É comum ver pessoas querendo se autoafirmar o tempo todo: “Eu tenho o melhor carro”, “Eu sou empreendedor”, “Eu sou doutor”, “Eu tenho amigos importantes”, “Eu apareço nas colunas sociais”, “Eu sou uma pessoa religiosa”, “Eu sou o cara”, “Eu sou uma mulher linda”. Assim, tem gente que leva a vida enganando o seu próprio ‘eu’.

Portanto, autoafirmação destrutiva é a demonstração de como funciona o “ego exagerado”. É um recurso que o inconsciente desses indivíduos utiliza para compensar o seu medo de perder espaço na vida pessoal e social. Espaço que nem eles mesmos sabem qual é.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS