Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Montenegro

De dentro da cadeia, presos mandavam queimar casas de rivais

Mesmo encarcerados, criminosos estruturam o tráfico de drogas na região
09/08/2018 21:19 10/08/2018 08:21

Polícia Civil/Divulgação
Incêndio: bandido ateia fogo e grava destruição das chamas
Mesmo encarcerados, criminosos estruturam o tráfico de drogas na região. Esta é principal razão da Operação Celsius, que foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (9) em Montenegro. Agentes de investigação da 1ª Delegacia de Polícia de Montenegro com apoio da 1ª Delegacia de Polícia Regional do Interior (DRPI) prenderam cinco integrantes de uma organização criminosa na região.

Foram cumpridos três mandados de busca no bairro Ferroviário. Das cinco prisões preventivas, duas delas eram cumpridas dentro do sistema prisional, uma na Penitenciária Modulada de Montenegro e a outra na Cadeia Pública de Porto Alegre. A Polícia cumpriu ainda outros três mandados reportando indivíduos com passagem pelo sistema prisional. Eles têm entre 22 e 31 anos.

Investigação

O trabalho teve início a partir de diversos incêndios que estavam acontecendo nos últimos tempos em zona conflagrada pelo tráfico em Montenegro. A motivação era demarcação de território.

Vídeos em que os criminosos gravam toda a ação chegaram até a investigação. Nas imagens, os criminosos arrombam a porta da casa das vítimas, ordenam que saiam do local e põem fogo na peça. As chamas se alastram rapidamente e o imóvel queima por completo.

Pelo menos dois casos semelhantes foram registrados nos últimos dois meses na cidade. Este é o período que a Polícia vinha monitorando a ação da quadrilha. De acordo com o delegado de Montenegro, Paulo Ricardo Costa, as pessoas que tiveram suas casas queimadas estariam envolvidas e algumas deviam altas quantias em dinheiro.


Coação

O delegado reitera que os criminosos estariam coagindo pessoas e intimidando possíveis concorrentes do tráfico. "Ficou claro (nos vídeos) que a organização possuía ligação com indivíduos que estão no sistema prisional", diz. As gravações mostram criminosos recebendo ordem de "mandantes", vindas de dentro das casas prisionais, aonde estão os gerentes do tráfico em Montenegro. Todos são ligados à facção Os Manos.


Além do fogo, espancamentos e porte ilegal de arma

Há vídeos, segundo o delegado, que dão conta de espancamentos e porte de arma de calibre restrito. Este fuzil não foi localizado nas buscas da Polícia. Quanto aos espancamentos, áudios comprovam outro sujeito sendo espancado a base de gritos e ameaças de morte.

"Montenegro não registrou nenhum homicídio neste ano. A operação serve para coibir atos mais drásticos de atuação do grupo criminoso. Se sabe que o tráfico tem atuação pontual, mas, de forma alguma, vamos tolerar esses atos mais graves", ponderou Costa.



Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS