Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Inquérito concluído

Polícia Civil indicia casal por morte de porteiro de motel em São Leopoldo

Caso aconteceu no início do mês e vitimou Edson Ugarde Freitas de Souza, 57 anos
14/03/2019 08:10 14/03/2019 08:53

Foto por: Reprodução
Descrição da foto: Imagens de câmeras de videomonitoramento auxiliaram a polícia na identificação do suspeito
O titular da Delegacia de Polícia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DPHPP) de São Leopoldo, o delegado Vinícios do Valle conclui nesta quarta-feira (13) o inquérito sobre a morte de Edson Ugarde Freitas de Souza, 57 anos. Souza, que era porteiro de um motel no bairro Campina, morreu três dias depois de ser atropelado por um cliente do local.

No inquérito, remetido ao Poder Judiciário, o delegado indiciou um casal pelo crime. O homem, para o qual já foi requerida a prisão preventiva, foi indiciado por homicídio doloso qualificado por motivo fútil. Já a mulher foi indiciada por omissão de socorro. O pedido da polícia aguarda agora a apreciação e decisão da Justiça. 

Para a identificação do suspeito, os investigadores usaram imagens de câmeras de videomonitoramento instaladas na entrada do motel, que fica na Rua Aimoré. Nelas, o carro aparece chegando ao local às 3h11 do dia 2 de março. Ele fica parado alguns segundos em frente ao portão e dá a ré. Um minuto depois um homem de estatura média e cabelos curtos, vestindo bermudas e uma camisa de time de futebol volta a pé até o guichê de atendimento. Ele gesticula e parece alterado saindo em seguida para retornar ao veículo.

Neste momento o porteiro sai de dentro do motel com um pedaço de madeira nas mãos e, de longe, faz menção de bater contra o carro caso ele avance. O motorista arranca, jogando o automóvel contra a vítima, que acaba prensada contra a parede. Toda ação dura dois minutos. Conforme a polícia, o homem estaria acompanhado de uma mulher a qual chegou dirigindo e depois passou o volante para o autor do homicídio.

O carro deixa o local e o porteiro volta para dentro do estabelecimento caminhando com dificuldade. Ferido, Souza teria ligado para um familiar informando que teria discutido com um cliente que teria chegado ao estabelecimento aparentemente embriagado, tendo sido atropelado por ele ao impedi-lo de entrar no local. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu Souza ao Hospital onde ele acabou falecendo três dias depois. 


Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS