Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Fora de casa

Noia enfrenta o lanterna São Luiz em busca de pontos em Ijuí

Anilado busca pontuar fora de casa, nesta terça-feira, para subir na tabela do Gauchão
04/02/2019 21:33

Foto por: Adilson Germann/JEA Comunicação
Descrição da foto: Meia Juninho assumiu a braçadeira de capitão da equipe e vem se destacando no ataque e na recomposição no setor de defesa
O Novo Hamburgo encara a viagem mais longa do Campeonato Gaúcho 2019 e quer fazer isso valer a pena. Nesta terça-feira (5), a partir das 20h30, o Anilado enfrenta o São Luiz, no Estádio 19 de Outubro, pela 5ª rodada da competição, e quer voltar para casa com pontos que lhe garantam subir posições na tabela de classificação do Estadual.

Mais uma vez, os comandados do técnico Bolívar terão pela frente uma equipe pressionada para fazer o resultado, pois o São Luiz é o lanterna do Gauchão, com apenas dois pontos. O time do Planalto Médio busca sua primeira vitória no certame, e é aí que o Noia pode aproveitar o momento de instabilidade do adversário. O São Luiz, do ex-treinador anilado Paulo Henrique Marques, vem de uma derrota por 4 a 0 para o Grêmio na semana passada, e com possíveis mudanças na escalação.

Além disso, alguns atletas adversários vestiram a camisa do Noia na Série D do Brasileiro 2018, diga-se quase todo o setor defensivo, como os goleiros Carlão e Paulo Gianezini (este que deve ser o titular da equipe, devido às falhas de Carlão em jogos passados), o lateral Maicon, os zagueiros Pablo (campeão gaúcho de 2017) e Ricardo Thalheimer, o lateral-esquerdo Márcio Goiano, e o volante Rudiero.

O vice-presidente de futebol do Noia, Pitia Bilhar, afirmou que a expectativa é a melhor possível para o jogo. "Temos que pontuar, seja um empate, e se for uma vitória melhor ainda. É um jogo de pressão, eles devem vir para cima. Estamos otimistas em fazer um grande jogo, e pegada não vai faltar. Estamos muito unidos", destacou Bilhar, que viajou junto do presidente Raul Hartmann, do assessor de futebol Nestor Dresch e do conselheiro Gelson Klein.


Entrevista ? JUNINHO

O tempo de descanso até o jogo desta terça-feira foi bom para vocês recuperarem? E como foi a preparação?

Foi bom porque a gente vinha de um jogo de muita intensidade (contra o Caxias), estava quente a temperatura, saímos bem desgastados. Foi bom para descansar e ter um tempinho a mais para trabalhar algumas situações, já que não tínhamos tempo de fazer isso em meio aos outros jogos. Foi um em cima do outro. Mas em compensação teremos uma viagem de volta após o jogo que será bem corrido, e teremos a viagem para Pelotas, mas temos que passar por isso. Sabemos que a equipe está bem fisicamente, estamos correndo legal e se sentindo muito bem.

Já enfrentaram um adversário pressionado que foi o Brasil-Pel, e agora o São Luiz numa situação semelhante. Como lidar com este tipo de pressão e também enfrentar os ex-companheiros na Série D do Brasileiro do ano passado?

Assim como a gente conhece o trabalho do Paulo Henrique e de alguns jogadores que estavam aqui no ano passado, eles também conhecem a maneira da gente jogar. Acredito que vai ser um jogo bem estudado, e nos dias que antecedem o jogo tivemos uma boa preparação com toda a comissão técnica, eles procuram passar todos os detalhes do adversário. Temos certeza que vai ser bastante difícil, não porque eles estão na parte de baixo da tabela que vai ser um jogo fácil. Eles fizeram um bom elenco, mantiveram uma base e fizeram boas contratações, mas não estão no começo que eles esperavam, mas a gente sabe que eles têm jogadores de qualidade. Temos que fazer um jogo inteligente e seguro como a gente fez contra o Brasil-Pel.

Para você, o empate é um bom resultado longe do Vale?

O importante é pontuar, principalmente fora de casa. Não deixa de ser um bom resultado, mas lógico que nós vamos em busca da vitória, como em todos os jogos. Estamos sempre procurando os três pontos, mas tendo a sabedoria de fazer um jogo seguro e da importância de pontuar porque é um campeonato curto e precisamos do maior número de pontos. Eles vão querer fazer o resultado, de ter a primeira vitória. A gente tem que saber lidar com isso. Estamos sabendo sofrer nos jogos e esperando o momento certo para chegar ao gol. Temos consciência que isso pode acontecer lá. Vamos estar preparados.

Vocês estão mostrando uma garra e entrega maior dentro de campo. Um pouco diferente do ano passado, não é mesmo?

Sim. A competição exige isso. No ano passado faltou entrar um pouco mais no clima da competição, estava sempre propondo jogo, mas esquecendo de marcar. Estamos com uma defesa consistente, e saindo em velocidade e sendo felizes nos últimos jogos.

 

O JOGO

SÃO LUIZ

Paulo Gianezini (Carlão); Maicon, Pablo, Ricardo Thalheimer e Márcio Goiano; Rudiero, Clayton e Mykael; Thiago Alagoano, Marcão e Tauã. TÉCNICO: Paulo Henrique Marques.

NOVO HAMBURGO

Gustavo; Osvaldir, Luis Gustavo, Fred e Neuton; Amaral, Éder Paraguai, Mossoró, Juninho e Héctor Bustamante; Leandro Cearense. TÉCNICO: Bolívar.

DETALHES

Local - Estádio 19 de Outubro, em Ijuí. Horário - 20h30. Arbitragem - Daniel Bins, auxiliado por Michael Stanislau e Cleber Flores. Transmissão - Rádio ABC.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS