Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

Gauchão 2019

Noia pretende começar o Gauchão voando fisicamente

Preparador físico anilado tem metodologia focada em treinos de força
25/12/2018 21:10

Foto por: Eduardo Bento/ECNH/Divulgação
Descrição da foto: Márcio Vitória é o responsável pela preparação física do Anilado.
A pré-temporada do Novo Hamburgo entra hoje nos últimos dias. Desde o dia 11 de dezembro, os atletas vêm trabalhando com foco, na maior parte deste período, voltado à parte física. Afinal, o clube se prepara para a disputa do Campeonato Gaúcho. O responsável por deixar os jogadores na ponta dos cascos para o técnico Bolívar é Márcio Vitória. O preparador, que já trabalhou no Noia entre 2013 e 2016, tem como base os trabalhos de força, buscando aumentar a resistência dos atletas. Com a meta de começar bem o estadual e não deixar pontos para trás nas rodadas iniciais, o Anilado projeta arrancar com 100% de aproveitamento nas duas rodadas iniciais da competição. Somando seis pontos, a direção e a comissão técnica acreditam que seja possível encaminhar com tranquilidade a permanência na elite do Gauchão, assim como garantir uma classificação à segunda fase do torneio.

Para atingir suas metas, um bom condicionamento físico é fundamental dentro desse planejamento.
Depois do recesso de Natal, os jogadores voltam aos treinos hoje, visando o amistoso contra o Hercílio Luz, sábado, no Estádio do Vale. “Temos agora que otimizar bem as atividades. Começa a ficar tudo muito rápido. Temos um tempo curto, pois a partir de amanhã não podemos trabalhar tão forte para que sábado tenhamos um bom desempenho”, explica Vitória.

O centroavante Leandro Cearense e o volante Amaral, que estavam entregues aos fisiologistas, treinam normalmente o restante do grupo hoje. O Jornal NH conversou com Márcio Vitória, que analisou a pré-temporada, falou sobre jogadores que ainda não estão liberados e ressaltou a estrutura do clube.


ENTREVISTA: Márcio Vitória, preparador físico

Como você avalia as primeiras semanas de trabalho?
Nós completamos três semanas de trabalho. Estamos muito satisfeitos com o que os atletas vêm realizando. O grupo vem evoluindo, melhorando e se adaptando melhor aos trabalhos que estão sendo realizados. Conseguimos antecipar alguns processos que tínhamos para executar lá na frente em função da evolução dos atletas.

O tempo de pré-temporada é considerado suficiente?
Tivemos um período bom de pré-temporada. A direção foi sensível ao nosso pedido de antecipar um pouco a apresentação. Era para iniciar o trabalho dia 13, mas iniciamos dia 11. Dois dias podem parecer pouco, mas não foram pois conseguimos trabalhar com os atletas naquele sábado e domingo. Hoje temos todos os atletas avaliados com critérios de força, testes de CKe composição corporal.

Os jogadores estarão 100% até o início do Gauchão?
O planejamento sempre é de chegar no condicionamento ideal antes do primeiro jogo. Porém a gente sabe que os jogos no nível competitivo vão melhorando essa capacidade. Durante o campeonato os atletas conseguem melhorar, evoluir, até porque os atletas conseguem se adequar às cargas de treino de maneira não tão sofrida, pois a carga dos treinos vai diminuindo. A gente já quer ter esse início bem forte, já em um estágio bom pois sabemos que as quatro primeiras rodadas são muito importantes. Considero bom jogar o início de forma mais seguida pois os atletas não vão estar fadigados, ainda com toda a capacidade de força e resistência trabalhada na pré-temporada.

Há previsão de liberação de Fred, Neuton e Kesley para trabalhos técnicos? 
Esses atletas se apresentaram um pouco depois dos outros. O Fred teve uma lesão muscular no Juventude e parou por três meses. Teve que fazer a recuperação clínica no Juventude e agora está fazendo uma parte física mais específica. Ele está indo muito bem e melhorando. Na primeira semana de janeiro já deve estar liberado para os trabalhos técnicos, assim como o Neuton, que precisa de um ganho de força e passar por trabalhos que o grupo passou lá atrás. Sobre o Kesley, precisamos melhorar algumas capacidades para que ele consiga suportar uma temporada. Até porque tem essa mudança de metodologia de treino que ele tinha na base e agora tem no profissional. A principio ali pelo dia cinco de janeiro, no máximo dia dez, eles estarão liberados.

Como você avalia a estrutura do clube nesta segunda passagem?
A estrutura teve uma melhora significativa, principalmente no que diz respeito aos materiais para se trabalhar a parte física. O clube conseguiu uma parceria muito boa com uma empresa que trabalha na área de material esportivo, o que para o preparador físico é muito importante. Isso deu um upgrade muito grande no nosso trabalho e dos fisioterapeutas, principalmente em equipamentos para treino de força, principal foco da nossa metodologia. A academia hoje conta com tatames, equipamentos para exercícios de corrida sem impacto e foi colocada grama sintética na academia. Ficou muito bom e muito prático.

Jornal NH
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS