Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

Fala, campeão

Amaral vê Novo Hamburgo unido e forte para encarar Gauchão

Volante estava no time vencedor de 2017 que conquistou o campeonato
06/01/2019 21:02

Foto por: FELIPE NABINGER/GES-ESPECIAL
Descrição da foto: TREINOS: jogador foi campeão em 2017 e está de volta ao time
Um dos campeões gaúchos voltará a disputar um Gauchão com a camisa do Novo Hamburgo. Depois de atuar no ano passado pelo Juventude, o volante Amaral se junta a Preto e Juninho na lista dos jogadores que aturam no time vitorioso de 2017.

Amaral elogiou a preparação do clube para a disputa do campeonato deste ano e o trabalho da comissão técnica capitaneada pelo treinador Bolívar. Além disso, o volante vê algumas semelhanças entre o grupo atual e aquele que conquistou o regional.

"Lembra na união do grupo, a dedicação nos trabalhos, um respeitando o espaço do outro independente de quem vai jogar ou não. Não existe vaidade e está todo mundo trabalhando com os pés no chão para que possamos fazer bonito e buscar nossos objetivos", analisa.

Para Amaral, outra virtude em comum entre os dois times é essencial: a humildade. "Em 2017 ganhamos os seis primeiros jogos e nunca deixamos de respeitar o adversário. Sempre fomos um grupo família e neste ano estamos indo no mesmo caminho", compara.

O jogador, que não participou do último Gauchão, não deixou de acompanhar o Noia. Ele analisou o momento difícil no torneio de 2018 e acredita que foi um momento que o Anilado precisava atravessar. "O campeonato é muito difícil. Acredito que foi um momento que o clube tinha que passar e graças a Deus conseguiu permanecer. Temos que ter bastante foco no trabalho e determinação", afirma.


Volante quer estar "na ponta dos cascos"

Foto por: Coritiba/divulgação
Descrição da foto: ALTERNATIVA: goleiro Gatito Fernández na mira do Tricolor

Amaral pediu para a comissão técnica para estender seu período de preparação física junto à equipe de Márcio Vitória. Até por isso, o volante só começou a trabalhar com bola na quarta semana de treinos. "Sou um jogador que precisa estar muito bem fisicamente e o Gauchão exige bastante. Pedi para ter uma base boa, pois durante o campeonato precisamos ter a base para suportar a carga de trabalhos e de jogos", explica.

Com a ausência nos primeiros treinos técnicos e táticos abriu espaço para Éder Paraguai, atleta que já atuou com Bolívar no Barra (SC), na função de primeiro volante. No entanto, Amaral não se mostra incomodado e pretende reconquistar seu espaço, respeitando a decisão de Bolívar.

"Comigo não existe esse tipo de vaidade. A gente tem que respeitar as escolhas do treinador. Jogando ou não jogando temos que respeitar o companheiro. Ele indo bem, todo mundo vai bem. Respeito o Éder, o Dionathan e todos os jogadores da função", explica o atleta que atuou cerca de dez minutos na vitória sobre o Hercílio Luz por 2 a 0, no dia 29 de dezembro.

Aniladas

A que faz a recomposição do telhado do Estádio do Vale danificado por um temporal prevê a conclusão da obra da cobertura para terça-feira (08) se as condições do tempo forem favoráveis.

O clube realiza uma ação entre amigos para pagar o conserto e poder sediar os seis jogos da primeira fase do Gauchão como mandante.

Os blocos estão disponíveis na secretaria desde o dia 22 de dezembro. O atendimento funciona das 16h às 19 horas. O valor de cada número é 10 reais. Contatos: (51) 3551.1900, (51) 98594.0885 e (51) 99375-8957.

 

Jornal NH
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS