Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Ivar Hartmann

Yankees, go home!

13/03/2019 08:00 13/03/2019 16:21

Ivar Hartmann é promotor aposentadoivarhartmann@hotmail.com "Americanos, vão pra casa." A frase gritada em passeatas, pichada em muros ou portada em cartazes é a mais emblemática das manifestações escritas contra os americanos e sua política externa, protetora dos interesses de suas indústrias e dos cidadãos do país. Mas, ainda mais poderosa que a generalidade das suas indústrias, são suas indústrias destinadas à produção de armas, convencionais ou não. Mais poderoso que seus cidadãos para decidir sua política externa é o lobby dos banqueiros dos bancos de Nova York. Estão agora nos noticiários brasileiros. Enquanto seu presidente pretende construir um muro para separar os Estados Unidos do México, o que é uma decisão interna e diz respeito aos interesses do país, ameaça também com o uso da força contra a Venezuela. Nunca se saberá se Trump foi comprado ou não pelas indústrias bélicas. Considerando as armas e soldados de Maduro e o país que governa, uma invasão yankee implicará no uso de milhares de marines, e se a população nacionalista não aceitar esta ingerência externa armada, os americanos viverão outra derrota catastrófica, como no Vietnã.

Sobretudo ao Brasil, Colômbia, Argentina e demais países latinos, não interessa a presença de soldados americanos, em qualquer local do continente sul. Estamos longe das brigas das estrelas mundiais: Rússia, Europa, China e USA e de suas manipulações para produzir líderes ligados a eles e de sobra vender armamentos e manter guerras locais. Os resultados desastrosos sentem e sofrem seus habitantes, enquanto estes grandes veem crescer ganhos financeiros e políticos. Os governos latinos devem ter unanimidade em não aceitar soldados imperialistas na América do Sul. Maduro vai cair pela pressão internacional. Invadir o país do petróleo interessa apenas aos yankees. Nações não têm amigos: tem interesses.


Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS