Publicidade
Acompanhe:
NH Hoje
Opinião Heda Seffrin

O que fazer com os talheres

Por Heda Seffrin é cons. de etiq. e gastronomia - heda@artecozinha.com.br
Última atualização: 04.06.2019 às 08:30

Heda Seffrin é cons. de etiq. e gastronomia heda@artecozinha.com.br  Uma mesa atraente é fundamental para o sucesso de um jantar e que cada elemento esteja colocado de maneira correta. Ao iniciar a arrumação da mesa, procure equilíbrio e simetria, para que o resultado seja harmonioso. Pratos e talheres devem ficar a uns dois dedos da borda da mesa.

A disposição dos talheres deve ser feita de acordo com a ordem do cardápio, isto é, utilizando sempre os talheres de fora para dentro. Os garfos ficam à esquerda do prato. As facas com o corte para dentro à direita e colher à direita se for servida sopa no cardápio. Os talheres sempre ficam voltados para cima, mesmo num jantar formal. A única exceção é quando apresentam brasões ou monogramas. Neste caso, os dentes do garfo e a parte côncava das colheres ficam virados para baixo. Em geral são peças de família que merecem ser admiradas.

Peixes e frutos do mar exigem talheres especiais, mas também podem ser colocados junto com os outros talheres, sendo que o garfinho para servir ostra (três dentes) deve ficar à direita. Afasta-se a carne do peixe com o talher de peixe e come-se com o garfo, sempre utilizando os talheres de fora para dentro.

É raro ver a colher para o molho na mesa. É utilizada para molho de carne ou peixe, que fica no prato do comensal, sem haver necessidade de ser usado o pão para recolher o molho. Talheres de sobremesa podem vir acompanhados com a sobremesa ou fruta, mas também podem ser colocados à mesa junto ao prato, em cima.

Ao terminar de comer, coloque os talheres paralelos sobre o prato. Também é correto deixá-los na horizontal, na diagonal ou na vertical, mantendo sempre o fio da faca para dentro, acima do garfo ou à direita dele.

É só uma questão de conhecer as regras, seja na simplicidade ou na formalidade, mas não se preocupe, ainda há solução. Receber é uma arte e como tal, requer aprendizado e vivência.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.