Publicidade
Acompanhe:
NH Hoje
Notícias | País No meio de polêmica

Moro tira licença na próxima semana 'para tratar de assuntos particulares'

Assessoria do Ministério da Justiça e Segurança Pública diz que saída temporária não tem a ver com pressão relacionada a suposta troca de mensagens com procuradores

Por Estadão Conteúdo
Última atualização: 08.07.2019 às 11:02
Foto por: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Descrição da foto: Sergio Moro
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, ficará afastado do cargo na próxima semana "para tratar de assuntos particulares". O período de afastamento do ministro se dará de 15 a 19 de julho.
O despacho presidencial que autoriza a licença de Moro está publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, dia 8, sem mais informações sobre os motivos da decisão.
O Ministério da Justiça e Segurança Pública explicou, por meio de sua assessoria, que o afastamento de Moro se trata de uma licença não remunerada prevista em lei.
"Por ter começado a trabalhar em janeiro, o ministro não tem ainda direito a gozar férias. Então está tirando uma licença não remunerada, com base na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990", informou a assessoria do ministério.
Segundo um auxiliar da pasta, a licença já estava sendo planejada desde que o ministro assumiu, e não tem a ver com o cenário atual de pressão sobre Moro relacionada a uma suposta troca de mensagens com procuradores.
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.