Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Polícia

Homem pode ter sido morto enquanto fazia cerca de casa em Portão

Polícia acredita que crime tenha ocorrido no sábado. Corpo da vítima foi descoberto só no domingo
15/04/2019 13:23 15/04/2019 13:26

Agentes da Delegacia de Polícia de Portão esperam, a partir do depoimento de testemunhas e familiares, desvendar a motivação por trás do quinto homicídio registrado neste ano na cidade. Morador da zona rural do município, Paulo Ricardo Lima da Silva, de 61 anos, foi encontrado morto no pátio da casa dele, na Estrada da Cachoeira. Segundo a polícia, ele teria sido assassinado com um tiro na cabeça.

O corpo de Silva foi descoberto por um vizinho, no domingo (14) à tarde, próximo da cerca. Como no local havia arames e ferramentas no chão, a suspeita, segundo o chefe do setor de investigação da DP de Portão, Fabrício Rempel, é de que Silva estivesse trabalhando no cercamento da residência, onde morava sozinho, quando foi atingido pelo disparo. A casa estava aberta e sem sinais de arrombamento. Conforme Rempel, há indícios de que a Silva teria sido morto no dia anterior, no sábado (13). Ele não possuía antecedentes. “Foram recolhidos documentos na casa da vítima que serão analisados para tentarmos buscar a motivação para o crime”, comenta Rempel.

Os outros quatro homicídios registrados na cidade em 2019 ocorreram durante o mês de janeiro, nos dias 1º, 20 e 31 nos bairros Portão Velho, Invasão dos Pinheiros e Estação Portão e em março, no bairro Parque Neto e tiveram como vítimas, respectivamente homens de 35, 25, 26 e 42 anos. No ano passado, no mesmo período a cidade havia registrado três mortes violentas. Um caso de feminicídio ocorrido no dia 18 de março, no bairro São Jorge e dois homicídios, em 8 e 13 de abril, nos bairros Liberdade e Portão Velho. A cidade fechou 2018 com 12 assassinatos, dois a mais que o ano retrasado.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS