Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Insegurança

Em cinco dias, criminosos atacam duas vezes a mesma escola no Santo Afonso

Ladrões miram fiação elétrica da instituição
22/04/2019 10:23

Foto por: Arquivo Pessoal
Descrição da foto: Criminoso voltaram para levar fiação que havia ficado em escola
Em cinco dias, dois ataques. O alvo: a Escola Estadual de Ensino Fundamental no Bairro Santo Afonso, na Rua Buenos Aires, em Novo Hamburgo. Depois de frustarem a festa de Páscoa dos alunos, pois as aulas foram canceladas na quinta-feira, os criminosos conseguiram deixar praticamente todas as salas sem acesso a computadores, Internet ou mesmo a tomadas. Isso porque os ladrões furtaram a fiação elétrica da escola. 

Na última quinta-feira, a mesma fiação já havia sido atacada, mas parte havia ficado intacta. Na ação desta segunda-feira (22), os criminosos voltaram para buscar o que havia ficado. "Hoje, começamos o dia atrasados, decidimos não suspender as aulas. Seria mais um dia perdido. O único computador ligado é o da secretaria, pois, sem ele, a escola não funciona. Mas é na gambiarra", afirma Carina Priscila Viegas, vice-diretora do turno da tarde da instituição.

Carina afirma que a rede alvo dos criminosos foi instalada na parte externa das salas. "É nova. Foi toda instalada para que a gente pudesse ter acesso à Internet e ligasse os computadores, pois o restante da rede não daria conta. É um pecado isso!", desabafa a vice-diretora. 

Câmeras com problemas

Foto por: Arquivo Pessoal
Descrição da foto: Alvo dos criminosos é a fiação que passa pela parte externa das salas de aula
A Escola Bairro Santo Afonso tem sistema de monitoramento por câmeras, mas apenas duas estão funcionado. Parte delas queimou durante um temporal e outra foi vandalizada durante um ataque criminoso no início do ano. Na ocasião, os ladrões quebraram bebedouros e levaram os motores dos equipamentos.

Para a vice-diretora, o ponto crítico da insegurança na escola é a antiga casa do PM residente da escola. Há anos sem ninguém ocupar a residência, o local já foi todo depredado. "Acredito que seja por ali que eles entram. A escola é toda murada e com cerca." A 2ª Coordenadoria Regional de Educação (2ª CRE) já recebeu, segundo Carina, várias solicitações para tomar providências quanto à casa. "Já pedimos até para que seja demolida", destaca.

Festa frustrada

Na quinta-feira, a equipe docente chegou a acolher os alunos, distribuiu os brindes especiais de Páscoa que foram montados, mas teve que dispensar os estudantes pela falta de condições para atendê-los em sala de aula. O dia seria de programação especial para as 19 turmas de ensino fundamental 2, envolvendo mais de 500 crianças. "Tínhamos uma atividade de Páscoa organizada, mas infelizmente ela teve que ser cancelada, porque nem conseguimos instalar as caixas de som", explica Carina.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS