Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Manifestação

Em protesto pela educação, professores fazem caminhada em Novo Hamburgo

Segundo a Guarda Municipal, cerca de 700 pessoas participaram do ato
15/05/2019 12:47 15/05/2019 15:42

  • Caminhada segue pelas principais ruas da área central da cidade
    Foto: Juarez Machado / GES
  • Educadores protestam contra cortes na área da Educação
    Foto: Juarez Machado / GES
  • Encontro começou mais cedo na Praça Punta Del Este
    Foto: Juarez Machado / GES
  • Ato organizado por professores e sindicato na Praça Punta Del Este, em Novo Hamburgo
    Foto: Susi Mello / GES - Especial

A mobilização de professores em protesto contra os cortes da educação ocorre em todo o País nesta quarta-feira (15). Em Novo Hamburgo, depois de uma manhã de concentração na Praça Punta Del Este, no Centro, os manifestantes saíram em caminhada pelas ruas centrais. Conforme a Guarda Municipal, cerca de 700 pessoas participaram da manifestação.

O grupo seguiu até a Câmara de Vereadores, onde fará uma vigília na Praça da Bandeira. Segundo o presidente do Sindicato dos Professores (SindProfNH), Gabriel Ferreira, os participantes serão convidados a participar da sessão da Câmara de Vereadores, onde será solicitado aos legisladores o compromisso de defender a educação e os direitos de professores.

Junto com os professores de Novo Hamburgo, vindos da rede municipal e estadual, segundo o presidente do Sindicato dos Professores (SindProfNH), Gabriel Ferreira, um grupo de docentes de Estância Velha também participaram do ato. 

A previsão é que o ato encerre às 16 horas, porque, às 18 horas, tem manifestação na Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), em Porto Alegre, onde alguns professores da região irão participar.

"É um dia nacional de luta pela educação. Temos percebido diversos ataques a profissão de professor, onde seu trabalho ora colocado em xeque por setores da sociedade. Ora temos heroi, ora somos vilões, sem contar com os cortes anunciados pelo MEC, o que foi determinante para que o movimento ficasse forte", salienta.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS