Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Obra entregue ao Dnit

Liberação da Ponte sobre o Rio Caí deve ocorrer no final deste mês

O custo estimado da obra é de cerca de 9,4 milhões, segundo o Dnit
17/05/2019 15:24

Foto por: PRF / Divulgação
Descrição da foto: Ponte sobre o Rio Caí
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou nesta sexta-feira (17) que a obra de recuperação da BR-386, na Ponte sobre o Rio Caí, no limite entre Montenegro e Nova Santa Rita, será entregue neste final de semana ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Segundo a CCR Via Sul, concessionária que administra a rodovia, somente a partir da próxima semana o trecho do quilômetro 427 será sinalizado aos condutores.

Em outubro de 2016, o local foi interditado devido a problemas estruturais.

A expectativa é de que a liberação da ponte ocorra no final do mês de maio de acordo com a concessionária. Nos próximos dias devem ser realizados reparos e serviços junto aos desvios. O trânsito deve seguir em meia pista.

Segundo o Dnit, estão em execução no trecho o asfaltamento definitivo, nova sinalização na pista e serviços complementares no segmento, visando a segurança e orientação aos usuários. A autarquia estima que até o dia 31, de acordo com as condições climáticas, seja realizada a liberação do tráfego total aos usuários. O custo estimado da obra é de cerca de 9,4 milhões.

Entenda o caso

Um dos lados da ponte sobre o Rio Caí está interrompido desde 15 de outubro de 2016 porque corria o risco de ruir. A obra, que deveria ter começado em abril de 2017, enfrentou demora na licitação e só iniciou em julho de 2018. A previsão era que fosse concluída em fevereiro deste ano, depois em março e agora ficou para maio. O local está sinalizado e o limite máximo de velocidade no trecho é de 40 km/h.

De acordo com a informação que o Dnit repassou na ocasião, o adiamento ocorreu devido a "dificuldades inesperadas" e por causa das cheias do rio durante o ano passado. 


Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS