Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Infraestrutura

Obra na Sete foca agora na reconstrução do gabião do Arroio Luiz Rau

Trânsito no sentido BR-interior foi liberado na manhã deste sábado
19/05/2019 12:05 19/05/2019 12:08

Foto por: Susi Mello/GES-Especial
Descrição da foto: Trecho da Sete de Setembro é liberado para o trânsito

Ainda é de forma "rústica", mas os motoristas que vêm da BR-116 em direção à Rua Coronel Travassos já conseguem seguir pela Avenida Sete de Setembro, sem precisar fazer retorno. O sentido contrário, entretanto, segue bloqueado para os trabalhos das equipes que constroem um extravasador. A obra chega neste domingo ao 46º dia de execução. A previsão da Prefeitura é que tudo esteja pronto até a segunda quinzena de julho. 

O trânsito no trecho foi liberado na manhã deste sábado e, segundo o secretário de Obras Públicas e Serviços Urbanos, Raizer Ferreira, a liberação foi possível porque as galerias já foram construídas daquele lado. Agora a equipe vai trabalhar na reconstrução do gabião.

Conforme Ferreira, será necessário mudar o ângulo do gabião em 30 graus, alterando sua posição em cinco metros. "O que impede, hoje, de liberar o lado oposto, é a condição do gabião. Teremos que reconstruí-lo para que o fluxo de água vá para dentro da galeria. Atualmente, ela está atrás dele, assim se a água subir, ela não entra na galeria. Precisamos desmanchá-lo e mudar o ângulo para adiante", destaca o secretário.

Entenda o caso

A obra na Avenida Sete de Setembro foi necessária por consequência do temporal que atingiu Novo Hamburgo entre a noite de 8 de março de a madrugada do dia 9.

Com o assoreamento provocado pela chuva no Arroio Luiz Rau, formou-se uma cratera. A passagem foi bloqueada no local desde então.

Como forma de encontrar uma solução definitiva para o local, que tinha constantes transbordamentos, a Prefeitura optou por fazer uma obra maior, que ampliasse a capacidade de vazão do arroio.

Decidiu-se pela instalação de um extravasor, cujas galerias começaram a ser confeccionadas no fim de março. A obra está orçada em 500 mil reais, com recursos da Prefeitura.

A previsão é de que a obra seja finalizada até a segunda quinzena de julho. Nesta semana, outra obra precisou ser feita no local por conta do extravasor. A Comusa fez a transferência de uma rede adutora que passava junto à ponte da Avenida Sete de Setembro.

 

Interrupção afeta moradores do entorno

Nos 44 dias de obra, o trânsito ficou completamente bloqueado na Sete de Setembro, entre a Pedro Adams Filho e a Nações Unidas. A liberação de parte do trecho foi recebida com alívio pelos moradores. "Moro no bairro Rondônia e passava por aqui todos os dias. Acabei sempre tendo que dar uma baita volta para evitar este trecho interrompido. Fico feliz em saber que parte dele será liberado, já ajuda bastante", comenta a vendedora aposentada Bernadete Schneider, 67 anos, que ontem fazia o trecho a pé. "Para ir até a lotérica da Sete resolvi ir a pé, é uma boa caminhada, mas foi a forma que encontrei. Muitas vezes fiz isso. Espero que esta obra realmente funcione", observa a aposentada.

Ainda segundo Ferreira, a obra de macrodrenagem vai evitar novos transtornos. "Mesmo sabendo que é uma obra que leva mais tempo temos certeza que vamos poder ajudar no fluxo de vazão e evitar alagamentos, problemas como este que aconteceu", avalia.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS