Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Caso aconteceu em março

Médico é denunciado pelo MP por morte de jovem na free way

Leandro Toledo de Oliveira, de 38 anos, estava embriagado e acima da velocidade, segundo MP
11/06/2019 08:10 11/06/2019 08:11

Foto por: MP/Divulgação
Descrição da foto: Moto onde estava Douglas e Rosângela foi arremessada para o acostamento
Um médico acusado de colidir contra duas motos na BR-290 (free way), em março, matando uma das caroneiras de 15 anos foi denunciado pelo Ministério Público (MP). Leandro Toledo de Oliveira, de 38 anos, de acordo com o MP, estava embriagado e acima da velocidade permitida na via no momento do acidente. Outras três pessoas ficaram feridas. A denúncia foi apresentada na sexta-feira (7).

O crime apontado foi de homicídio consumado duplamente qualificado (com emprego de meio que resultou perigo comum e por recurso que dificultou a defesa da vítima), bem como por três tentativas de homicídio, com as mesmas qualificadoras.

Segundo o MP, foi solicitado à Justiça que, de forma cautelar, Oliveira compareça mensalmente em Juízo para informar e justificar suas atividades, mantendo seu endereço atualizado, a proibição de ausentar-se da Comarca onde reside sem previa autorização judicial, além da suspensão da habilitação para dirigir veículo automotor.

Conforme o MP, a Promotoria de Justiça de Santo Antônio da Patrulha solicitou a cisão do processo em relação à demora no registro do Boletim de Ocorrência por parte dos Policiais Rodoviários Federais que atuaram no caso. Nesse sentido, o MP solicitou a declinação da competência à Justiça Federal.

Entenda o caso

Na madrugada de 3 de março de 2019, o denunciado saiu de uma festa em Tramandaí e seguia de carro pela BR-290 (free way), no sentido litoral-capital, com destino a Porto Alegre. Na altura do quilômetro 31, Leandro Toledo de Oliveira, em alta velocidade, colidiu na traseira de duas motocicletas, que trafegavam na faixa central da via no mesmo sentido e eram conduzidas, respectivamente, pelas vítimas William Kunzler dos Santos e Douglas Samuel Ozório de Moraes, tendo na carona as vítimas Bárbara Andriélli Mendes de Moraes e Rosângela Lopes Mendes.

Com o impacto da colisão, a motocicleta conduzida por Wiliam – que levava Bárbara na carona –, ficou presa na parte dianteira do veículo conduzido pelo acusado e foi arrastada por mais de 75 metros. Já a motocicleta onde estavam Douglas e Rosângela foi lançada à direita da rodovia, próximo ao ponto do choque. Os ocupantes das motos foram lançados na pista de rolamento, o que provocou a morte de Bárbara Andriélli Mendes de Moraes e lesões graves às vítimas Willian Kunzler dos Santos, Douglas Samuel Ozório de Moraes e Rosângela Lopes Mendes.

Leandro Toledo de Oliveira não fez o teste do etilômetro no local do acidente e se recusou a realizar o exame posteriormente no hospital. Ele estava com seu direito de dirigir suspenso em virtude de autuação anterior por embriaguez ao volante.

 

Habilitação suspensa

As medidas cautelares diversas da prisão solicitadas, especialmente a suspensão da habilitação, se dão em virtude do fato de que o médico já havia sido autuado por embriaguez ao volante em novembro de 2015, na Rodovia do Parque, em Canoas. Além disso, em vídeos constantes no celular do próprio denunciado, apreendido pelo MP, verificou-se que ele estava bebendo enquanto dirigia, junto a outras pessoas. Não bastasse, o Ministério Público obteve outro vídeo que demonstra ele consumindo bebida alcoólica horas antes de cometer o crime que resultou na morte de Bárbara Andriélli Mendes de Moraes.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS