Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Votação polêmica

Aprovado o reajuste parcelado ao funcionalismo de Novo Hamburgo

Matéria foi a plenário em segundo turno nesta quarta-feira (12)
12/06/2019 20:34

Foto por: João Victor Torres / GES Especial
Descrição da foto: Vereadores aprovaram o parcelamento dos servidores públicos municipais
Os vereadores de Novo Hamburgo aprovaram, na tarde desta quarta-feira (12), o reajuste parcelado de 4,66% aos servidores públicos do Município. Pelo placar de oito votos favoráveis, com cinco contrários, a matéria passou em segunda votação na Casa. Sendo assim, a primeira etapa do pagamento ocorrerá com a data-base do mês de abril, com índice de 2%. O restante da reposição, os demais 2,66%, serão pagos a partir de outubro. 

Felipe Kuhn Braun (PDT), Fernando Lourenço (SD), Gerson Peteffi (MDB), Márcia Glaser (MDB), Nor Boeno (PT), Serjão Hanich (MDB), Tita (PP) e Vladi Lourenço (PP) votaram a favor da proposição enviada pela Prefeitura ao Legislativo. Já Enfermeiro Vilmar (PDT), Enio Brizola (PT), Gabriel Chassot (Rede), Lurdes Valim (PRB) e Patricia Beck (PPS) foram contrários.

Foto por: João Victor Torres / GES Especial
Descrição da foto: Sessão foi interrompida para reunião com representantes das categorias interessadas
Durante quase três horas de discussão, que ainda contou com reunião entre representantes do Grêmio Sindicato dos Funcionários Públicos e do Sindicato dos Professores de Novo Hamburgo (SindProf-NH), com duração de dez minutos e interrompeu a sessão. Os representantes dos funcionários públicos defendiam, por exemplo, a antecipação da segunda parcela para setembro, ou seja, um mês antes do que era previsto. Além disso, sinalizavam que gostariam de uma tramitação rápida após a aprovação da proposta, para que a folha complementar de pagamento saísse de forma ágil. Este pleito será atendido. Pelo menos foi a garantia prestada pelo chefe de Gabinete da prefeita Fatima Daudt, Linéo Baum, que acompanhou o encontro e participou da sessão desta quarta-feira.

Emenda rejeitada

Além disso, outra batalha travada entre situação e oposição ocorreu sobre a emenda proposta por Braun, Patrícia, Vilmar e Brizola. A proposta retirava agentes políticos da classe beneficiada pela reposição. A justificativa foi de que, em virtude das dificuldades enfrentadas financeiras do Município, este seria um gesto de austeridade. Entretanto, a emenda acabou rejeitada por sete votos a seis.

De acordo com vereadores da oposição, que pediram para que o adendo ao texto fosse votado antes do reajuste, este foi o motivo para votarem contra a matéria. Líder do governo na Câmara, Hanich destacou que ir contra o projeto por este motivo prejudicaria 3,3 mil servidores públicos.Já o presidente do SindProf-NH, Gabriel Ferreira, considerou que os agentes públicos deveriam fazer este "sacrifício".

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS