Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE

Projeto de viabilidade para expansão da BR-448 é destravado pelo Dnit

Estudo deve ser concluído ainda neste ano
05/07/2019 20:50

Foto por: Diego da Rosa/GES/ARQUIVO
Descrição da foto: RODOVIA: atualmente, BR-448 liga Sapucaia a Porto Alegre
Pleiteada desde 2014, a expansão da BR-448 de Sapucaia do Sul a Portão avançou mais um passo. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou nesta sexta-feira (5) que foi assinada a ordem de reinício para execução do Estudo de Viabilidade Técnico-Econômica e Ambiental (EVTEA), documento que estava travado desde 2017, e que precede a elaboração do projeto para construção do prolongamento da rodovia.

De acordo com informações repassadas pela autarquia do governo federal, o projeto de viabilidade, que vai identificar a alternativa mais viável para a expansão da BR-448, considerando estudos de engenharia, ambientais e socioeconômicos, deve ficar pronto no segundo semestre de 2019. Custeado pelo governo federal, o contrato tem valor de cerca de 750 mil reais.

Prolongamento

Com custo estimado em R$ 1 bilhão, a obra para extensão da BR-448 depende, ainda, da execução do projeto de prolongamento (o próximo passo, depois do estudo de viabilidade) e de um estudo para concessão da obra à iniciativa privada, já que o governo federal não dispõe de recursos para a construção.

 

Made withVisme

Concessão à iniciativa privada no horizonte

Em reunião na tarde de quinta-feira com o ministro de Infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas, parlamentares da região, liderados pelo senador Luis Carlos Heinze e acompanhados pelo prefeito de Portão, José Renato das Chagas, solicitaram a inclusão da obra de prolongamento da BR-448 no pacote de concessão de rodovias que está sendo elaborado pelo governo federal. Segundo Heinze, o modelo que está sendo cogitado prevê a concessão de mais de uma rodovia para que a empresa vencedora execute a obra.

"Se esperar só pelo dinheiro federal, em dez anos não vai ter nada. Queremos fazer uma integração entre trechos, para que seja viável. Agora, ele (ministro) vai prosseguir com o estudo. Cobramos agilidade", conta o senador.

Saiba mais

Presente na reunião, o deputado federal Lucas Redecker, um dos parlamentares que se mobiliza pela expansão da BR-448, calcula que pelo menos 40 mil carros seriam absorvidos da BR-116 no trecho de São Leopoldo pelo prolongamento da BR-448.

"São 140 mil pessoas por dia na BR-116, e pelo menos 40 mil seriam desviadas. Não é apenas a região do Sinos e do Caí que será beneficiada, mas toda a Serra e região Norte também", projeta.

Já o presidente da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços de Portão, Dary Ângelo Pisseti, recebeu a notícia do destravamento do estudo com otimismo. "Pra nós isso é muito importante, é uma batalha que temos há muito tempo. É uma reivindicação da comunidade. A gente percebe que eles estão alinhados e falando a mesma língua.

 

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS