Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Insegurança

Assaltos e até estupro em prédio abandonado levam rotina de medo a moradores no Centro

Prédio abandonado na Rua São Domingos é abrigo de usuários de drogas e esconderijo para assaltantes
10/07/2019 21:58 11/07/2019 08:58

Abandonado há cerca de um ano, um prédio localizado na esquina das ruas São Domingos e Osvaldo Aranha, de frente para a BR-116, no Centro, se transformou em um cenário de medo para os moradores do entorno nas últimas semanas. O motivo não são assombrações, mas os crimes recorrentes que são registrados no local. Tomado pelo lixo, o prédio teve suas aberturas destruídas e se tornou abrigo para usuários de drogas e assaltantes que se escondem na estrutura para surpreender os pedestres que utilizam a passarela da BR-116.

Foto por: Daniel Stein Rohr/GES-Especial
Descrição da foto: INSEGURANÇA: prédio fica na esquina das ruas São Domingos e Osvaldo Aranha com a 116

ESTUPRO

Na semana passada, a Brigada Militar foi acionada pelos moradores porque uma moradora de rua teria sido estuprada no local. Ela foi encontrada pelos policiais nua e com o rosto desfigurado. Desde então, está internada, em coma, no Hospital Centenário. Responsável pela investigação, o delegado Joel de Oliveira, da 1.ª Delegacia de Polícia (1.ª DP) de São Leopoldo, afirma que a vítima tem entre 20 e 30 anos. "A gente está acompanhando o dia a dia dela. Possivelmente o autor ou autores sejam também moradores de rua", diz o delegado.

Foto por: Daniel Stein Rohr/GES-Especial
Descrição da foto: Lixo se acumula em frente ao local

 

Moradores relatam rotina de medo

Um comerciante das redondezas, que prefere ter a identidade preservada, conta que a funcionária da loja da qual ele é proprietário já foi assaltada duas vezes a caminho do trabalho, ao passar pelo local. Ele lembra que o prédio abandonado já abrigou vários tipos de negócios, como uma recapeadora de pneus e um curso para solda, e lamenta a situação de degradação do local, aliada à insegurança. "Nós já vimos mais de dez assaltos nessa esquina. Eles andam de bicicleta, e daí se escondem ali para assaltar. Isso aí tá um horror. A gente já falou mil vezes para o dono", conta o dono do estabelecimento, que está há cinco anos no local. "Quando o pessoal passa aqui para atravessar pro outro lado, elas pedem para a gente ir cuidando. Todo mundo tem medo". completa.

Situação semelhante é relatada pelo mecânico Gilmar de Mello, 40, morador da Rua São Domingos. "Duas vezes vieram aqui me pedir para ligar para parentes, por causa de assaltos. Tá muito perigoso, sem falar no lixo acumulado lá dentro e na rua", reclama.

Prefeitura vai notificar dono do prédio

Procurada pela reportagem, a Prefeitura informou, por meio da Diretorai de Urbanismo, que o proprietário do prédio será notificado, com o prazo de 30 dias para apresentar uma solução. Após o prazo, será multado no valor de 250 UPM, o que representa R$ 947,50. A cada mês de não cumprimento, a multa dobra de valor. No terceiro mês, ele será acionado judicialmente. A notificação exige limpeza do local e laudo de estabilidade do prédio. A reportagem entrou em contato com o proprietário do prédio por telefone, mas não consegiu retorno.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS