Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Falta de segurança

De 12 bicicletas furtadas nas estações do trem em 2019, 10 foram em Novo Hamburgo

Durante todo o ano passado foram 32 casos, segundo a assessoria de imprensa da Trensurb
11/07/2019 09:47 12/07/2019 07:15

Foto por: Diego da Rosa/GES
Descrição da foto: BICICLETÁRIOS: neste ano, foram registradas 12 ocorrências de furtos nas estações
Somente em 2019, ao menos 12 bicicletas foram furtadas nas estações do Trensurb. Nesta terça-feira (10), foi a vez do entregador Rafael Santos, 42 anos, ser vítima dos ladrões. Ao chegar na Estação Rio dos Sinos após um curso em Porto Alegre, ele não encontrou a sua bicicleta do tipo cargueira no bicicletário onde a deixou.

Procurada, a assessoria de imprensa da Trensurb diz que das 12, oito foram alvo dos bandidos na Estação Santo Afonso, duas na Industrial, em Novo Hamburgo, e duas na Rio dos Sinos, em São Leopoldo.

Em todo o ano passado, haviam sido 32 relatos: 14 casos na Rio dos Sinos, nove na Industrial, oito na Santo Afonso e um na Fenac.

Bicicleta foi feita artesanalmente

A bicicleta de Santos foi feita artesanalmente e custou mais de R$ 3,5 mil. “Trabalho com ela em Novo Hamburgo, fazendo o leva e traz de documentos em agências bancárias e escritórios e também na entrega de alimentos orgânicos”, explica ele, que montou ela há dois anos.

“Vi o modelo na Internet. Este é um tipo de transporte muito usado na Europa e nos Estados Unidos. É uma bicicleta com um fim muito específico. Duvido que quem a furtou pensou nisso, porque ela é única na região. 

O que diz a Trensurb

Em nota, a empresa afirma que “conforme avisos afixados nas áreas dos bicicletários, a segurança da bicicleta estacionada é de responsabilidade exclusiva do usuário e o uso de dispositivo de travamento é obrigatório”.

“Infelizmente, a segurança metroviária não tem condições de fazer vigilância constante dos locais, pois tem diversas outras áreas a monitorar e atividades a desempenhar (a principal delas, a assistência direta ao usuário). De qualquer forma, nossa área operacional está constantemente analisando as ocorrências e trabalhando também em colaboração com os órgãos de segurança pública com o objetivo de planejar ações para coibir todos os tipos de delitos”, finaliza o texto.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS