Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Tentativa de feminicídio

Acusado de balear a ex no rosto se diz arrependido

Comerciante hamburguense Cristiano Bessa Arisi se entregou à Polícia
14/08/2019 03:00 14/08/2019 09:47

Foto por: Priscila Carvalho/GES-Especial
Descrição da foto: CAPTURADO: Arisi alegou que agiu bêbado e foi levado ao presídio na tarde de ontem
Acusado de balear a ex-companheira no rosto, no último dia 7, o comerciante Cristiano Bessa Arisi, 40 anos, se entregou nesta terça-feira (13) à Polícia e falou que está arrependido. A vítima, Vitória Suelen Coimbra da Silva, 20, se disse aliviada, pelo medo que tinha de sofrer novo ataque, e definiu em uma palavra o sentimento pelo algoz: "Pena". Com o lado esquerdo da face paralisado, ela frisa que a prioridade agora é se recuperar da cirurgia. O crime aconteceu no bazar da família de Vitória, no Centro de São Leopoldo. Ela e Arisi são de Novo Hamburgo.

Dono de uma loja de brique em Novo Hamburgo, o comerciante chegou à 2ª DP de São Leopoldo por volta das 11h30, acompanhado de advogado. "Ele declarou que agiu sob forte emoção, bêbado, por causa de ciúmes", comenta o titular do órgão, delegado Rodrigo Zucco. Sobre a decisão de se entregar seis dias após a crime, Arisi foi sucinto: "A Polícia está atrás de mim". A arma usada foi um revólver calibre 38. "Dificilmente será apreendida, pois ele disse tê-la jogado no rio", observa Zucco.

Dois crimes

Procurado por meio de mandado de prisão preventiva, Arisi foi conduzido à tarde para a Cadeia Pública de Porto Alegre. Ele não chegou a ser interrogado, por opção da defesa, que prefere esperar pela conclusão do inquérito. "Vou indiciá-lo por tentativa de feminicídio", antecipou o delegado de Homicídios de São Leopoldo, Ivair Santos Matos.

"Além disso, constrangeu uma pessoa após o fato, obrigando um motorista a dar fuga a ele, e vai responder também por esse crime", completou, sobre a abordagem a um condutor que estacionava. É caso de júri popular.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS