Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Festival de Cinema

Veja o vídeo: alunos de Gramado apresentam hoje suas produções na Mostra Educavídeo

Cerca de 70 estudantes da rede de ensino participam do programa

Por LETÍCIA DE LIMA
Publicado em: 15.08.2019 às 14:34 Última atualização: 15.08.2019 às 15:01

Foto por: Letícia de Lima/GES-ESPECIAL
Descrição da foto: ENSINO: professoras Thayse e Ivanilda com a aluna Bianca
"É uma forma de trabalhar com a educação de uma maneira diferente, mais próxima dos alunos, mostrar que eles podem se expressar e construir algo coletivo tanto com os colegas, quanto com os professores". A definição descrita pela professora Thayse Ludwig Martins, de 28 anos, caracteriza o trabalho desenvolvido por ela e demais educadores com os estudantes da rede de ensino de Gramado no Educavídeo.

O programa, que iniciou em 2011 de forma experimental por meio do projeto Claro Curtas, se consolidou no ano seguinte e desde 2016 tornou-se um projeto municipal realizado pela Secretaria Municipal da Educação em parceria com a Gramadotur. Apesar de ocorrer durante todo o ano, é no período do Festival de Cinema que alunos e professores da iniciativa mostram à comunidade - em uma sessão de gala - o trabalho audiovisual desenvolvido.

Nesta quinta-feira (15) eles passam pelo tapete vermelho e apresentaram no Palácio dos Festivais dez produções: sete curtas-metragens (A fuga, Meninas Rebeldes, O tráfico, Força Feminina, Perfil Anônimo, As aventuras de uma família da colônia e Elementos), um curtíssimo (Game Over), e dois episódios do documentário Gramado: 100 anos de Turismo (Nos trilhos da história e De Gramado para o mundo). Esta é a primeira série no formato documental que o Educavídeo produz.

Com Thayse, atuam no projeto as professoras Ivanilda Simiano da Rosa, e a jornalista Amanda Menger, além do apoio técnico de Rodrigo Base, da empresa Foco 3 Produções. "Os principais objetivos do programa são fomentar a questão do audiovisual, trazer para os alunos o trabalho do cinema e aproximar isso da comunidade escolar", enfatiza a profe Iva.

TEMAS

Nesta 47ª edição do Festival, as produções destacam temas socais e o resgate histórico sobre o desenvolvimento turístico da cidade. Os assuntos escolhidos pelos alunos falam sobre violência doméstica, obesidade na adolescência, problemas financeiros familiares, cyberbullying e os papéis sociais femininos e masculinos.

Já a série documental, que contará com 11 episódios, apresenta o início do turismo em Gramado, enfocando aspectos históricos como a colonização e a chegada do trem, e o surgimento de indústrias que criaram a grife Gramado como a moveleira e a têxtil.

Conhecimento audiovisual: um olhar no futuro

A aluna Bianca Fioreze dos Santos, de 16 anos, é estudante da Escola Ramos Pacheco e participa do Educavídeo desde 2017. Ela conta que sempre teve uma admiração pelo Festival de Cinema de Gramado, procurava ver os curtas e tinha amigos que faziam parte do programa. Quando começou a a participar da iniciativa, o interesse pelo trabalho por trás das câmeras fez Bianca descobrir no projeto uma oportunidade de seguir carreira na área audiovisual futuramente. "Acho muito interessante quando vejo um filme, buscar entender o que acontece nos bastidores, nas gravações... Admiro muito a parte técnica", relata.

Mas muito além do conhecimento prático, a jovem explica que muitas habilidades aprendidas nas aulas do Educavídeo são levadas para a vida. "Além do convívio, essa conexão que a gente tem entre professores e alunos, a amizade que a gente cria é muito importante. E adquirimos conhecimento não só no lado profissional, mas comecei até na parte pessoal a me entender melhor, aparecer mais e falar em público, por exemplo", destaca Bianca.

 

Cerca de 70 alunos envolvidos

O Educavídeo envolve cerca de 70 alunos, divididos em quatro turmas: Iniciante, Intermediário, Avançado e Especial Mosés Bezzi. As crianças e adolescentes têm idades entre 12 e 18 anos e são das escolas municipais Senador Salgado Filho, Dr. Carlos Nelz- Caic, Presidente Vargas, Maximiliano Hahn, Vicente Casagrande, Mosés Bezzi e Nossa Senhora de Fátima, além das estaduais de Ensino Médio Caramuru, Santos Dummont e Boaventura Ramos Pacheco.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.