Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Perseguição

Armados com fuzil, bandidos de Canoas e Esteio fizeram mulheres reféns em Tapes

Caçada aos criminosos mobiliza a Polícia Civil e Brigada Militar desde a noite desta quinta-feira
06/09/2019 09:13 06/09/2019 10:01

BRIGADA MILITAR/REPRODUÇÃO
CAÇADA POLICIAL: Brigada está em peso fazendo buscas no Sul do Estado na manhã desta sexta-feira (06)
Um cerco montado a criminosos no Sul do Estado mobiliza a Polícia Civil (PC) e Brigada Militar (BM) desde a noite desta quinta-feira (5) no Sul do Estado. Foi em Tapes que agentes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) trocaram tiros com um bando de criminosos fortemente armados, vistos em três carros roubados. Dois homens foram presos pelos policiais, porém outros dois fugiram em um Renault Clio com placa clonada. Apontados pela Civil como sendo bandidos de Canoas e Esteio, eles acabaram parando em uma área de camping, onde fizeram de reféns duas mulheres.

Quem conhece o Sul do Estado, sabe que há muito chão batido e a caçada policial se estendeu noite adentro não só por Tapes, mas também pelos vizinhos municípios de Camaquã, Arambaré, Amaral Ferrador, sendo que nas primeiras horas desta sexta-feira (6), o cerco policial se concentra em Barra do Ribeiro, onde as duas mulheres foram enfim libertadas.

Toda a cautela está sendo necessária, segundo o delegado Rafael Liedtke, que coordena a perseguição da Civil, devido a periculosidade dos envolvidos. Nos carros apreendidos, foram achadas toucas ninjas, miguelitos e armas. A polícia tem quase certeza que um deles porta um fuzil 556.

Ainda segundo a Polícia Civil, a suspeita é que os criminosos estivessem planejando um ataque a um banco no Sul do Estado. Os bandidos perseguidos formam uma quadrilha especializada em roubo. "Já fazia algum tempo que estávamos monitorando eles", disse Liedke.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS