Publicidade
Acompanhe:
NH Hoje
Notícias | Rio Grande do Sul Insegurança

Em dia de paralisação em protesto contra violência, motorista de aplicativo é baleado

Categoria para por 24 horas; adesão à manifestação deve ser superior a 60%

Última atualização: 14.01.2019 às 08:45

Foto por: Gustavo Henrique de Castilhos/ Especial
Descrição da foto: Em Novo Hamburgo, concentração dos motoristas ocorre no Posto Sapatão, no bairro Roselândia
No dia em que centenas de motoristas de aplicativos param em protesto contra a violência, mais um profissional foi baleado durante uma corrida. O caso aconteceu no início da madrugada desta segunda-feira (14) em Gravataí. O motorista foi atingido no pescoço, e o criminoso fugiu sem levar o carro. A vítima foi levada para o hospital e, segundo a Brigada Militar, não corre risco de morte.

A paralisação dos motoristas de aplicativos deve durar 24 horas. Desde as 5 horas, os profissionais fazem concentração Largo Zumbi dos Palmares, em Porto Alegre. Em Novo Hamburgo, a concentração dos motoristas ocorre no Posto Sapatão, no bairro Roselândia. Ao longo desta manhã, está previsto para ocorrer carreatas pelas cidades.

Segundo a Associação de Motoristas de Aplicativos do Rio Grande do Sul (Alma-RS), oito mil devem aderir ao movimento, o que representa, segundo a entidade, 60% dos membros ativos no Estado. Entre as reivindicações, está a possibilidade de desligar o aceite de dinheiro à noite e em determinadas regiões, o que a maioria dos aplicativos não permite. 

Outro pedido é aprofundar o cadastro dos passageiros, com documentos que comprovem a identidade, residência e foto do usuário.


 
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.