Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Clarão

Meteoro gerado a partir de fragmento de rocha passou pelo Estado

Fenômeno chamou atenção de gaúchos, catarinenses, uruguaios e argentinos
07/06/2019 07:37

Foto por: Reprodução/ Twitter
Descrição da foto: Passagem de meteoro foi registrada em vários pontos do Rio Grande do Sul
O objeto luminoso visto por gaúchos de várias cidades e também em Santa Catarina, Uruguai e Argentina é um bólido, como é chamado o meteoro brilhante que entra na atmosfera terrestre e explode. De acordo com a Bramon – Brazilian Meteor Observation Network, uma rede de colaboradores voluntários que se dedica a registrar fenômenos no céu brasileiro, o meteoro foi gerado por um fragmento de rocha espacial pesando entre 7 e 12 Kg.

O meteoro teria surgido a cerca de 57 Km de altitude, próximo à cidade argentina de 25 de Mayo. Durante 13,5 segundos, viajou a uma velocidade média de 13,64 Km/s (49,1 mil Km/h) até atingir a altitude de 27 Km, ao norte da cidade de Jari, no Rio Grande do Sul.

A Bramon destaca que os dados ainda são preliminares e dependem do aperfeiçoamento das análises.


Segundo a Metsul, o meteoro que explodiu sobre Chelyabinsk, na Rússia, em 2015, muito maior que o registrado nesta noite, danificou 7 mil casas e prédios. A energia cinética na atmosfera foi calculada como até 30 vezes a liberada pela bomba de Hiroshima. 

Meteoro em abril

Na madrugada de 12 de abril, os moradores de várias cidades gaúchas, inclusive aqui da região, também avistaram a queda de um meteoro. Câmeras instaladas na cidade de Taquara da Bramon – Brazilian Meteor Observation Network, uma rede de colaboradores voluntários que se dedica a registrar fenômenos no céu brasileiro, fez o melhor registro. Veja o vídeo aqui

Qualquer pessoa pode contribuir com a Bramon. Para enviar relato, vídeo ou foto é só acessar a página da organização em: bramon.imo.net. Outro projeto de monitoramento é o Exoss Citizen Science.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS