Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Reforma da Previdência

Veja como votaram os parlamentares gaúchos na Câmara

Ao todo, 31 parlamentares gaúchos participaram da votação; 9 deles votaram contra o texto-base
10/07/2019 20:44 10/07/2019 21:00

Foto por: Câmara dos Deputados / Divulgação
Descrição da foto: Plenário da Câmara dos deputados aprovou nesta quarta-feira (10) em 1º turno a reforma da Previdência
O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou em 1º turno, por 379 votos a 131, o texto-base da reforma da Previdência (PEC 6/19) na noite desta quarta-feira (10). Ao todo, 31 parlamentares gaúchos participaram da votação. 9 deles votaram contra o texto-base. O restante foi favorável.

Veja a lista completa

Deputados federais gaúchos


O que dizem os políticos

Pelas redes sociais, ainda na noite desta quarta-feira, alguns políticos se manifestaram sobre a votação na Câmara. Entre eles o deputado federal Marcel Van Hattem e o presidente da República, Jair Bolsonaro. 

"Na primeira vez que fui à tribuna da Câmara neste dia histórico lembrei que conseguimos formar uma maioria de deputados que querem um sistema previdenciário mais justo e que propicie a geração de mais empregos e desenvolvimento econômico", disse Van Hattem no Twitter.

 

Outros pontos

Ficaram de fora da proposta a capitalização (poupança individual) e mudanças na aposentadoria de pequenos produtores e trabalhadores rurais.

Na nova regra geral para servidores e trabalhadores da iniciativa privada que se tornarem segurados após a reforma, fica garantida na Constituição somente a idade mínima. O tempo de contribuição exigido e outras condições serão fixados definitivamente em lei. Até lá, vale uma regra transitória.

Para todos os trabalhadores que ainda não tenham atingido os requisitos para se aposentar, regras definitivas de pensão por morte, de acúmulo de pensões e de cálculo dos benefícios dependerão de lei futura, mas o texto traz normas transitórias até ela ser feita.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS