Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Palácio do Planalto

Em cerimônia com Temer, Toyota lança tecnologia para produção do 1º carro híbrido flex

Montadora estima investimentos de R$ 1 bilhão em unidade brasileira; veículo será movido a eletricidade, álcool ou gasolina
13/12/2018 13:16 13/12/2018 13:27

Foto por: Antonio Cruz/ Agência Brasil
Descrição da foto: Primeiro veículo híbrido flex do mundo no Brasil
A tecnologia para produção do primeiro veículo híbrido flex do mundo no Brasil foi lançada nesta quinta-feira (13) em cerimônia no Palácio do Planalto, que contou com a presença do presidente Michel Temer. O veículo produzido pela Toyota do Brasil será equipado com motor de combustão interna flexfuel, capaz de rodar com gasolina ou etanol ou apenas eletricidade.

A produção do modelo está prevista para o fim de 2019. De acordo com o Ministério de Minas e Energia, a montadora estima investimentos da ordem de R$ 1 bilhão em sua unidade no Brasil.

A Toyota informou que desde março fez diversos testes de rodagem com um protótipo híbrido flex no Brasil construído sobre a plataforma de um modelo Prius, atualmente o único representante híbrido da companhia vendido no Brasil.

"A ideia foi colocar à prova a durabilidade do carro em diversos tipos de estradas para avaliar o conjunto motor-transmissão quando abastecido com etanol. Durante esses meses, uma série de dados relacionados à performance e comportamento do carro foram coletados, que contribuíram na busca pelo balanço ideal de todo o conjunto", informa a Toyota.

 


Projeto de engenheiros japoneses e brasileiros

O projeto foi desenvolvido com equipes de engenheiros da Toyota no Japão e no Brasil. "Juntos, brasileiros e japoneses trabalham para apresentar tecnologia com um dos mais altos potenciais de compensação de reabsorção de dióxodo de carbono desde o início do uso do etanol produzido a partir da cana de açúcar", disse o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge.

O presidente da Toyota no Brasil, Rafael Chang, destacou a importância do Rota 2030, novo regime tributário para as montadoras de veículos no país sancionado na terça-feira (11). As empresas, como contrapartida, terão que investir em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e tecnologias. "A nova política industrial automotiva, Rota 2030, é, sem dúvida, a chave para acelerar a inovação com horizonte de longo prazo e apoio em pesquisa e desenvolvimento", disse Chang.

O ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, ressaltou que a iniciativa trará impacto na indústria brasileira, na formulação de novas tecnologias e nas pesquisas da área. "Essa tecnologia vai melhorar a qualidade de vida de todos nós, porque vamos ter a possibilidade de conviver com um ambiente mais limpo do ponto de vista energético, vai mobilizar conhecimento científico no Brasil".

O presidente Michel Temer afirmou que os investimentos da montadora nesse empreendimento revelam a credibilidade do setor automotivo em sua administração. "Quando vejo que as pessoas estão investindo no Brasil, eu digo que o governo deu certo".

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS