Olá leitor, tudo bem?

Use os í­cones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, ví­deos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Motores

Fiat Chrysler apresenta projeto de fusão à francesa Renault

União criaria o terceiro maior grupo mundial do setor de carros
27/05/2019 10:39

Foto por: MARCO BERTORELLO / AFP
Descrição da foto: Sede da Fiat Chrysler em Turin, na Itália
A montadora Fiat Chrysler (FCA), de capital italiano e americano, apresentou nesta segunda-feira (27) um projeto de fusão com a francesa Renault, o que criaria o terceiro maior grupo mundial do setor, com vendas anuais de 8,7 milhões de veículos. O anúncio foi celebrado pelos investidores e o governo francês.

De acordo com a proposta da FCA para a Renault, o novo grupo pertenceria em 50% aos acionistas da empresa ítalo-americana e em 50% aos acionistas da montadora francesa. As ações teriam cotações nas Bolsas de Nova York e Milão, explica a Fiat Chrysler em um comunicado.

As ações dos dois grupos operavam em alta após o anúncio. O título da FCA avançava 14,30%, a 13,094 euros, na Bolsa de Milão. A ação da Renault subia 13,65%, a 56,81 euros.

O governo francês é favorável à aliança, mas "é necessário que as condições da fusão sejam favoráveis ao desenvolvimento econômico da Renault e evidentemente aos funcionários da Renault", afirmou a porta-voz do governo francês, Sibeth Ndiaye.

O vice-primeiro-ministro italiano Matteo Salvini, líder da Liga (partido de ultradireita), chamou a operação de "brilhante". "Se a Fiat cresce, esta é uma boa notícia", afirmou.

O conselho de administração da Renault se reuniu nesta segunda-feira e explicou que pretende "estudar com interesse a oportunidade desta aproximação", que vai gerar um "valor adicional para a aliança" com Nissan e Mitsubishi.

Uma fonte próxima às negociações afirmou que não se espera uma decisão nesta segunda-feira, o que deve "demorar dias, até semanas".

A Fiat Chrysler indicou que a linha de produção das duas empresas é "ampla e complementar, e daria uma cobertura completa ao mercado, do segmento de luxo até o segmento voltado para o grande público.

Fiat Chrysler e Renault produzem automóveis de nível intermediário e populares, o que significa que poderiam compartilhar os avanços tecnológicos, afirmam analistas.

Jornal NH
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS