Publicidade
Seu problema

Rua está cedendo em bairro de Novo Hamburgo

Por Bianca Dilly

Foto por: Bianca Dilly/GES-Especial
Descrição da foto: DESNÍVEIS: Veit está preocupado com a rua e a calçada, que estão afundando
É com apreensão que o mecânico aposentado Lauro Renato Veit, 71 anos, observa a circulação de pedestres e veículos na esquina das Ruas Tupi e Epitácio Pessoa, no bairro Primavera, em Novo Hamburgo. Faz cerca de cinco anos que tanto a calçada quanto o asfalto começaram a ceder neste local. Sem receber retorno do poder público, Veit já viu gente caindo no passeio público, em virtude do problema, e vive com medo de que o pavimento desmorone de uma hora para outra.

De acordo com o hamburguense, tudo começou quando empresas passaram a estacionar seus caminhões carregados na região, em meados de 2014. "Isso acabou quebrando canos, não sei se da rede de esgoto ou não. Mas, na época, em vez de consertarem, eles passaram uma camada de asfalto por cima", destaca. O morador diz que sua ideia é fazer uma calçada nova, só que precisa aguardar primeiro o trabalho da Prefeitura. "Não adianta eu arrumar tudo, se está oco por baixo. Não vai durar nada", acrescenta.

Como é uma área de muito movimento, às margens da BR-116, Veit vive preocupado com a situação. "Tem os alunos da Fundação Liberato, que passam por aqui nos três turnos, além das empresas que andam por essa região. Se alguém se machucar, quero ver quem vai assumir a responsabilidade. E parece que não fazem nada até que alguma tragédia aconteça", diz.

Para tentar sinalizar o local, os moradores colocaram alguns galhos por dentro do buraco. O mecânico aposentado até havia conseguido um cone para chamar a atenção para os desníveis, mas o objeto foi furtado.

  • DESNÍVEIS: Veit está preocupado com a situação
    Foto: Bianca Dilly/GES-Especial
  • DESNÍVEIS: Veit está preocupado com a rua e a calçada, que estão afundando
    Foto: Bianca Dilly/GES-Especial
  • DESNÍVEIS: Veit está preocupado com a rua e a calçada, que estão afundando
    Foto: Bianca Dilly/GES-Especial
  • DESNÍVEIS: Veit está preocupado com a rua e a calçada, que estão afundando
    Foto: Bianca Dilly/GES-Especial
  • DESNÍVEIS: Veit está preocupado com a rua e a calçada, que estão afundando
    Foto: Bianca Dilly/GES-Especial

Sem resposta definitiva

Dependendo de como está o clima, o morador percebe o problema se agravando. “A cada chuva, a gente vê que vai piorando. Vai levando a terra por baixo e deixando cada vez mais oco”, resume. Desde 2014, Veit diz que já abriu diversos protocolos na Prefeitura de Novo Hamburgo e entrou em contato com a Comusa - Serviços de Água e Esgoto de Novo Hamburgo, mas nunca recebe uma resposta definitiva. “É um problema que eles resolveriam em um, dois dias. O que nos dizem é que têm muito serviço e temos que esperar”, conclui.

O que dizem a Comusa e a Prefeitura

A Comusa - Serviços de Água e Esgoto de Novo Hamburgo informa que uma equipe esteve no local e concluiu que esta demanda é da Prefeitura, pois o problema vem das águas pluviais.

A Prefeitura de Novo Hamburgo, por meio da Secretaria de Obras Públicas, Serviços Urbanos e Viários, informa que tem conhecimento da situação no bairro Primavera. A Diretoria de Esgotos Pluviais esclarece que há uma insuficiência de rede pluvial no local, já que, atualmente, há apenas uma rede existente no ponto citado. A Prefeitura destaca que possui um projeto para a colocação de mais uma rede de 1,2 metro, que aguarda dotação orçamentária para a sua execução, sem previsão no momento. Nas últimas semanas, a Secretaria frisa que vem trabalhando na limpeza dos arroios da cidade com uma escavadeira hidráulica de braço longo e na desobstrução de bueiros, com o objetivo de aumentar a vazão e minimizar os riscos de alagamentos.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.