Seu problema também é nosso

Descarte irregular de lixo se espalha por Novo Hamburgo

Situação rotineira incomoda moradores que se preocupam com as consequências da prática. Prefeitura mantém canal para denúncia

Foto por: Bianca Dilly/GES-Especial
Descrição da foto: RS-239, em Novo Hamburgo, também acumula diversos lixões
Os anos passam, os locais são diferentes, mas o que não muda é um dos problemas que já é velho conhecido de moradores de Novo Hamburgo: os pontos de descarte irregular de lixo. A lista de materiais acumulados nesses locais é extensa. Móveis velhos, entulhos, roupas, caixas de produtos, restos de poda e até pedaços de carros fazem parte dos montes. Os famosos lixões podem ser encontrados em áreas dos bairros Ideal, São José, Rio Branco e Guarani, por exemplo. Mas, enquanto que alguns moradores são os responsáveis pelos transtornos, criando os depósitos ilegais, outros se cansaram da situação e buscam uma solução.

Rua dos Eucaliptos

Foto por: Bianca Dilly/GES-Especial
Descrição da foto: Lixos na Rua dos Eucaliptos, no bairro Ideal, em Novo Hamburgo, atrapalham Claudio Quadros
Na Rua dos Eucaliptos, no bairro Ideal, o transtorno pode ser visto em um dos lados da via, com o lixo se enfileirando. O cozinheiro aposentado Claudio Quadros, 69 anos, sempre fica triste ao ver a cena. "Faço as minhas caminhadas aqui e é horrível isso. O pior é que se a Prefeitura vem de manhã limpar, de tarde já tem coisa de novo. É muita falta de educação", comenta.

RS-239

Para a aposentada Elaine Denise Ondere, 82, a preocupação também é com a imagem do Município. Por isso, o lixo ao longo da RS-239 incomoda a hamburguense. "A gente quer que a cidade esteja limpa, porque fica muito chato para todos que passam por ali ver isso. É imundo. Chega a ter bichos mortos e ninguém tira aquilo. Faz tempo que está assim", descreve.

Rua Felipe Bernd

Foto por: Caroline Machado/Especial
Descrição da foto: Descarte irregular de lixo é comum na Rua Felipe Bernd, no bairro Rio Branco, em Novo Hamburgo
A situação do descarte irregular de lixo na Rua Felipe Bernd, no bairro Rio Branco, é contínua. De acordo com a moradora Caroline Machado, tudo que deveria ir para um tele-entulho, simplesmente é deposito na calçada. "As pessoas têm o costume de jogar suas tralhas ali, de qualquer jeito. Até já colocamos cartazes pedindo para não deixaram os lixos, mas não adianta", pontua.

Rua Aparício Borges

Foto por: Eloi Vitor Klein/Especial
Descrição da foto: Situação de depósito de resíduos também ocorre na Rua Aparício Borges, no bairro Guarani, em Novo Hamburgo
O assistente administrativo Eloi Vitor Klein, 50, vem tentando, desde o mês de junho, resolver os descartes irregulares da Rua Aparício Borges, no Guarani. "Eu já tinha mandado para a Prefeitura, há alguns meses saiu no jornal, mas não adiantou. Nada resolvido ainda. Está tudo lá, talvez até pior", pontua. Parte do lixo já estava, inclusive, invadindo um trecho da rua.

O que diz a Prefeitura

A Prefeitura de Novo Hamburgo informa que a Diretoria de Serviços Urbanos realiza todos os dias o serviço de recolhimento de entulhos em lugares irregulares. "São 15 funcionários, com apoio de retroescavadeiras e caminhões, que realizam a retirada do lixo pelos bairros, conforme demanda", diz, em nota.

A Prefeitura destaca que está realizando parcerias com a comunidade para a manutenção, após limpeza dos espaços públicos que estavam sendo alvo de descarte irregular. Um dos exemplos é a Rua Pastor Gustavo Nordlund, no encontro com a RS-239, no bairro São José, onde foram plantadas mudas de flores e árvores. A Secretaria de Obras Públicas, Serviços Urbanos e Viários comunica que realiza de forma periódica o projeto Meu bairro Melhor, quando a Pasta realiza diversas ações de melhoria.

Sobre as demandas de recolhimentos nas ruas citadas, a Prefeitura ressalta que os serviços serão realizados ainda nesta semana. "Vale ressaltar que, na Rua Aparício Borges, por se tratar de ser um local de descarte irregular contínuo, a Pasta já realizou vários recolhimentos no trecho", explica.

A população pode descartar os materiais nos Ecopontos localizados na Rua Dublin, 809, Canudos, e na Avenida Montevidéo, 520, Santo Afonso. Para contribuir no combate aos descartes irregulares, em caso de flagrante, denúncias podem ser feitas pelo telefone (51) 3097-1990, e no plantão, pelo celular (51) 99645-7266.


Preencha o formulário e descreva seu problema: